https://www.poetris.com/
Sonetos : 

NAS ALTURAS

 
NAS ALTURAS

Indóceis, sequiosas criaturas,
nas asas de adoráveis brincadeiras,
aos beijos, derrubamos as fronteiras,
galgando da paixão lindas alturas.

Fragrâncias nos seduzem sorrateiras,
embalam fascinantes travessuras
embebem corações, trazem branduras,
amimam almas delas passageiras.

A brisa do desejo é sopro morno
deitando sobre nós toques suaves,
aos rostos dando vívido contorno.

O tempo infelizmente não governo,
mas se tivesse dele, amor, as chaves
faria esse momento nosso eterno.


Jerson Brito

 
Autor
jersonbrito
 
Texto
Data
Leituras
142
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/10/2017 13:23  Atualizado: 25/10/2017 13:23
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29228
 Re: NAS ALTURAS
Um belo poema que esta nas alturas das plenas sabedorias, maravilhoso