https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Desabafo : 

Minha insanidade

 
Tags:  tempo    sopro  
 

Foi um sopro apenas.
Leve como a brisa,
Calma, refrescante,amena,
Mansamente. Na divisa,

Da minha insanidade,
Perdida; perdas danosas,
Me causando enfermidades,
Palavras jogadas venenosas.

Carregadas pelo vento,
Levadas para sempre!
Marcas profundas do tempo,
Contorsendo-se como uma serpente.

Nereida

 
Autor
nereida
Autor
 
Texto
Data
Leituras
249
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
8
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 21/03/2018 21:27  Atualizado: 21/03/2018 21:27
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15132
 Re: Minha insanidade
Foi leve como uma brisa matutina, querida poetisa!


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 21/03/2018 22:48  Atualizado: 21/03/2018 22:48
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Minha insanidade
Que grande verdade, minha amiga, o tempo deixa em nós marcas muito profundas.

Meus parabéns pelo poema.

Um beijo.


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 22/03/2018 14:39  Atualizado: 22/03/2018 14:39
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6511
 Re: Minha insanidade
Bom dia, Nereida,

Acho que todos nós carregamos marcas.Parabéns!

Beijos,
Mary Jun


Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 22/03/2018 20:55  Atualizado: 22/03/2018 20:55
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: Minha insanidade
Podemos perdoar.. mas não nos esquecemos.. as marcas permanecem em nós. Bonito versar querida amiga! Beijo carinhoso.