https://www.poetris.com/
Sonetos : 

NA REBORDOSA

 
Tags:  SONETOS 2018  
 
NA REBORDOSA

Mal acordo e começa a girar tudo...
Olhos cerrados contra o sol brilhando,
Enquanto latejava quando em quando
Minha cabeça a cada espasmo agudo.

No espelho, muito pálido e barbudo,
Eu miro e me remiro; ando e desando.
E então, suando frio e vomitando,
De noitadas assim me desiludo.

Eu tento me lembrar d'algo que fiz
Na esperança que um pouco mais feliz
Atravessara a insana bebedeira.

Mas não guardei sequer um só momento,
Pois, em plena alegria, o esquecimento:
Eis a manhã seguinte à noite inteira!...

São Paulo - 10 07 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
57
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
26 pontos
4
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Álvaro
Publicado: 23/07/2018 15:33  Atualizado: 23/07/2018 15:33
Da casa!
Usuário desde: 02/09/2009
Localidade: Serra Talhada - Pe
Mensagens: 268
 Re: NA REBORDOSA
Como sempre, belíssimo soneto! Retrata de fato as consequências de um exagero noturno!!


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 23/07/2018 18:33  Atualizado: 23/07/2018 18:33
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15416
 Re: NA REBORDOSA
Ricardo
Esse personagem caiu no boa noite Cinderela! Rsrs
O fato é desesperador, mas o soneto ficou muito bom!
Parabéns!
Beijos!
Janna