https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Falas sozinho

 
Falas sozinho como se de silêncios precisasse. Agora caminhas de braços abertos para o abismo e esperas que te encontre do outro lado da vida.
Aliás, falas em morte como se fosses estrangeiro e isso te acalmasse o ego.
Os caminhos e as estradas são pretéritos cada vez mais gastos e negros.
A urze cresce desalmada na planície e entra pela janela do desespero.
Nem velho nem novo, és aquilo que sonhas e sonhas tão pouco.
Agarras-te ao primeiro sobreiro que te aparece em forma de mulher e depois ficas atarantado e de cabeça à roda. Pões o braço à volta do tronco e sorris como se fosses um campeão de primeira categoria.
Está bem, vou fingir que acredito no duque de copas, mas no final vais jogar sozinho.


Carolina

 
Autor
Carolina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
237
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 27/03/2019 12:45  Atualizado: 27/03/2019 12:45
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1334
 Re: Falas sozinho
Gostei do texto, parabéns Carolina.
Bjs


Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 27/03/2019 12:47  Atualizado: 28/03/2019 10:24
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 974
 .
.Open in new window