https://www.poetris.com/
 
Contos -> Humor : 

"Bolsomínion" - a doença

 
Tags:  humor    conto    critica    a.j. cardiais  
 
Bolsomínion é uma doença causada pelo vírus #bolsonaurus rex. Este vírus é transmitido pelo mosquito "telemídianus golpistas". As pessoas com fragilidade intelectual e muita exposição à televisão e à internet, são mais propensas à contaminação. Essas pessoas são as preferidas do vírus porque, quando contagiadas, são mais resistentes e querem contagiar as outras pessoas de qualquer forma. Como elas não são hábeis com a eloquência, elas tentam contagiar pela intimidação: partem logo para a agressividade. Ai são xingamentos, insultos e força bruta.

Infelizmente a pessoa contagiada é tomada por um sentimento de ódio gratuito: não precisa ser provocada, para ela destilar seu ódio. Basta não gostar, para agredir.
Esta maldita doença se espalhou por todas as classes sociais: A, B, C, D... E não adianta ser portador de diploma de nível superior, que isso não evita de ser contagiado. Este mosquito é imune a posição social, cultura, profissão... Ele consegue infectar, do doutor ao peão.
Só está imune a este vírus, a pessoa que tem Deus no coração, que ama o próximo e que não não tem nenhum "recalque".

No próximo domingo (dia 28), haverá uma tentativa de exterminação deste vírus. Se ele lhe assusta, e se você quer ser um(a) voluntário(a), dirija-se à uma das secções do TRE e combata este vírus digitando 13, na urna eletrônica. Esperamos que a maioria da população brasileira acorde em tempo de evitar a epidemia desse vírus. Porque, se deixar o #Bolsonaurus rex vencer, será pior de que em 1964.

A.J. Cardiais
26.10.2018


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

 
Autor
AJ_Cardiais
 
Texto
Data
Leituras
231
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
5
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/10/2018 19:09  Atualizado: 26/10/2018 19:09
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15935
Online!
 Re: "Bolsomínion" - a doença
Poeta
Hilário! Meus amigos e parentes contagiados por esse vírus que me perdoem, amo todos eles, tomara que essa eleição termine logo e eles voltem ao normal! Rsrs
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 26/10/2018 20:31  Atualizado: 30/10/2018 11:11
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade:
Mensagens: 657
 .
.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 26/10/2018 20:47  Atualizado: 26/10/2018 20:52
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29136
 Re: "Bolsomínion" - a doença
É uma pena que as pessoa ainda estão alienadas, pois esse ser político, ele é racista, não respeita as mulheres, pois para ele gay é bicho, não respeita os velhos, em fim, será um autocratismo que quem se o por contra ele, será morto. A ditadura foi muito cruel eu vivi pedaço desse terrível época. Não estou pedindo para votar no outro, mas não votem nesse ser animal

O bolsonarismo será mais que ditadura, será uma autocracia, ele irá calar muita gente matando


Refletir sobre o apoio popular de Bolsonaro exige superar os ânimos momentâneos e ir além da questão de um desvio de caráter pessoal. Ainda que aspectos morais possam participar dessa síntese que resulta no eleitor bolsonarista, eles sozinhos não são capazes de contar a história toda. De antemão, cabe reafirmar que o eleitor de Bolsonaro é tão ordinário quanto outro qualquer. Está em nossa família, no círculo de amizades, na turma do trabalho, na fila da padaria, no pequeno comerciante ou no grande empresário; acorda cedo, trabalha duro, paga suas contas, frequenta a igreja aos domingos, brada contra a corrupção política, vê-se indignado com o retorno ineficiente dos impostos; acredita ocupar-se do Brasil real, longe das tratativas ininteligíveis da trama política de Brasília. Considera-se um descrente da política que o conduziu até os dias atuais. É o típico cidadão comum.