https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

O Soneto e seus truques

 
Se de métricas e rimas se fala
talvez se possa fazer o soneto,
porque a regra de Petrarca não cala
e por isso, com suas leis não me meto

Se não se usar a tal técnica dita,
mostrando rima nos catorze versos
par de quadras e tercetos, catita,
temos o soneto dos controversos

Mais regras tinha nos antepassados
que o tempo aos poucos aligeirou
deixando todos bem mais descansados…

Acho na verdade lindo o soneto,
sendo simples a tantos complicou
ao escreverem de modo tão incorrecto

José Carlos Moutinho
5/11/18

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor


 
Autor
zemoutinho
 
Texto
Data
Leituras
195
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
poetizando
Publicado: 05/11/2018 17:23  Atualizado: 05/11/2018 17:23
Muito Participativo
Usuário desde: 12/12/2013
Localidade:
Mensagens: 84
 Re: O Soneto e seus truques
Adorei seu soneto, caro amigo!
disseste uma grande verdade, as controvérsias contidas nas regras e técnicas. Há de se dar valor a quem o siga e faça maravilhosamente bem como os teus, sinto-me encantada apesar de jamais conseguir seguir tais regras e métricas.
Meus parabéns!!

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 06/11/2018 14:50  Atualizado: 06/11/2018 14:50
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2970
 Re: O Soneto e seus truques
Admiro quem faz os sonetos dentro das regras. Confesso que já tentei e sou muito ruim. Parabéns!

Abraço
Claudia

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/11/2018 22:01  Atualizado: 06/11/2018 22:04
 Re: O Soneto e seus truques??????
https://www.recantodasletras.com.br/te ... aria-sobre-soneto/4278384

https://www.google.com.br/amp/s/m.port ... atura/tipos-estrofes.html


Acima, variações de tipos de soneto e sua integração.
Acima, modos de indicações ao leitor que, se quiser, pode aprender a fazer um destes. Ou tentar, pelo menos.
Acima, o exemplo de palavra, quando em poesia, para fins lúdicos de sua escrita.


Diferentemente deste seu soneto inviável, preconceituoso, egocêntrico e ainda por cima, tão banal.
Tanto vc, autor dessa.. iguaria, quanto os seus comentadores estão redondamente enganados com relação à forma do soneto, pq este, senhores da letra curta, não tem forma exemplificada em somente um ramo de sua existência! Tanto o soneto, quanto a poesia, merecem mais do que vocês, pobres mancebos da literatura curta, têm a oferecer.




Ps: nada pessoal, mas me tira do sério essa história sem pé ou cabeça, de maneira correta de escrever a porra de um soneto. Ainda mais sob o pretexto filho da mãe de tripudiar de quem os tenta escrever. Ainda que vocês fossem algo, mas nem isso, são. Não são porra nenhuma e querem agir de opressão quando nem merecem.. isso me deixa bravo, sério..
>.<