https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

UM BRINDE AO AMOR " AO SABOR DE AMARULA"

 
UM BRINDE AO AMOR - "AO SABOR DE AMARULA"


À
base de um sofisticado, destilado e exótico licor, fizemos amor.
M
isturado com sedução, emoção, tesão. O creme fresco e doce do licor, encorpado, gostoso, meu corpo entregue às suas volúpias, me fizeste a mulher mais feliz deste mundo.
A
consistência, rica e macia daquela bebida, me deixou embevecida, e todas as carícias puderam ser desfrutadas sem medo e sem pudores...puro ou com gelo moído, trocado de boca, através dos seus doces beijos. Beijos que eu sempre quis, quero e não vou nunca mais, jamais, deixar de querer. Sorvemos o que há de melhor um do outro: o desejo, o beijo, o querer.
R
imamos e combinamos em mitos, ritos, feitiços, eu e você em todos os ritmos, dançamos a dança folclórica do prazer, da entrega total.

U
m acorde perfeito e bonito, o meu corpo no seu, como nunca antes vivido, sentido.

L
eves e suaves teus toques, beijos, olhares maliciosos, ou puros, trazendo-nos à tona, sensações, talvez nunca antes vividas ou sentidas tão intensamente. Demos-nos o melhor de nós.
A
ltas temperaturas, resultantes do calor dos nossos corpos ardendo em febre amorosa, estável, rica, macia. Pele sobre pele, podendo ser desfrutada pelo simples olhar, uma conversa ao telefone, um torpedo enviado nas melhores horas, de qualquer maneira, de qualquer lugar.

Estamos sempre pensando um no outro.

(*) AMARULA é puro feitiço. Tão singelo como os mitos e lendas que lhe deram origem. VOCÊ é assim: pura sedução, emoção, excitação, mistério, delicioso como o licor, encorpado como o seu sabor, desejado como nenhum outro homem em minha vida, em minha história, em meu viver!


 
Autor
DI MATOS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
4058
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.