https://www.poetris.com/
 
Contos : 

A moça

 
Tags:  Calorias  
 


Manhã de inverno, perto das 9 horas. Uma mulher vestindo gorro verde e blusa de lã atravessa a rua em direção a pastelaria. Trás no rosto um semblante frio e sério. Chega ao balcão e pede dois pasteis para viagem. O atendente prepara e entrega a sacola, ela paga com o cartão e agradece. Volta a seguir pela calçada agora com ar de satisfeita. Abre o portão e senta-se no banco da varanda, procura uma posição que o sol da manhã bata sobre suas pernas. E começa a degustar o alimento gorduroso, calórico e proibido, talvez por isso ela o levasse para comer em casa longe dos olhos alheios.


Edmilson Naves

 
Autor
EdmilsonNavesdeOliveira
 
Texto
Data
Leituras
1779
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 05/04/2019 01:38  Atualizado: 05/04/2019 01:38
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 3725
 Re: A moça
Toda gordura será perdoada ao Sol.
Toda mulher será abençoada pela manhã
com o fruto proibido do mercado ao lado...
Toda princesa de armadura em lã
e elmo cor de grama gozará o solitário conforto de um castelo. (Proteus).