https://www.poetris.com/
Contos : 

Teatro dos sonhos

 
13 de fevereiro de 2015 o dia em que meu sonho beijou a minha realidade
58 kilómetros de uma ansiedade como nunca antes eu sentira
Sonho que quando o concretizei nem parecia verdade

Ao chegar a casa pela VCI
Vislumbrei a cobertura que tanto esperava
O arrepio que na pele logo senti
Ia eu ver o clube que tanto amava

O bilhete que quase não se encontrava
E pensei que já não ia ser nesse dia
Que ia ver o clube que tanto amava
O clube que me faz acreditar em magia

O bilhete que depois se encontrou
E fiquei de novo com ansiedade
Meu coração que logo rebentou
Mas não foi de paixão, foi de amor de verdade

Porta 7 e a ansiedade que não acalma
O torniquete o último passo pa' mais uma história
O sentimento que guardarei sempre em minh'alma
E uma das principais histórias de minha memória

Entrada 8 e o coração cada vez mais aflito
Dois passos á frente o meu "teatro dos sonhos"
Chorei nesse momento admito

E durante o aquecimento,
Disse o Costa: capitão 'tá tudo bem?
Digo-lhe eu: não digas nada, deixa-me aproveitar o momento

Momento em que entrei num mundo de magia
Momento único e só meu
Momento mágico que tanto eu queria
E parece que foi ainda ontem que aconteceu

Por aquela magia me senti extasiado
Senti-a a bater forte no coração
Magia que por ela continuo apaixonado
Não fosse ela, a magia da bancada do dragão

Finalmente veio aquela marcha triunfal
E nunca senti tanto orgulho em minha vida
Marcha que "diz a gente o que é ser nobre e leal"
Marcha sem igual, marcha querida

A bola finalmente começa a rolar
E eu ansioso por deitar cá p'ra fora tudo aquilo que naquele momento sentia
O MÁGICO PORTO tinha que marcar
Sentir um golo naquelas bancadas, tudo o que eu mais queria

Camisola 8, Brahimi rematou
E aconteceu a minha lembrança preferida
O PORTO finalmente marcou
O golo que mais festejei em toda a vida

Golo que ofusca completamente os 3 que festejei na Alemanha
Ou o penalti do Pedro Emanuel no Japão
Que forma de te amar tão tamanha
Que forma de te amar meu PORTO, oh clube do meu coração

Apaixonei-me por ti por causa de tuas glórias
Comecei a amar-te quando me ajudaste a sobreviver em momentos complicados que passei
Todas as tuas glórias são minhas vitórias
A única certeza que tenho nesta vida é que eternamente te amarei

O amor que ontem por ti sentia
E uma décima do amor que hoje sinto
O amor que hoje por ti sinto
É apenas uma milionésima parte do amor que sentirei amanhã!

Eu não sou perfeito nem eterno, mas o meu clube é!









Mesmo sendo eu um vagabundo...
por um belo sorriso vou até ao fim do mundo!

Eduardo Fontes©

 
Autor
EduardoFontes
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.