https://www.poetris.com/
Poemas -> Crítica : 

Vida em filmes

 
Tudo dito
Nada feito
Tudo sonhado
Nada realizado
Tudo escrito
Nada de importante dito

Sim um palhaço, um paspalho
Por vezes armado em diva do cinema
Merecia era ir ''pó caralho'
Se morresse longe findava-se o problema

Dignidade, humildade perdida
Em atos de profunda euforia
Eu o génio da lâmpada fundida
Numa merda de obra de minha autoria

Obra nunca lida
Autor nunca citado
Falácia do tempo, reviver em ''loop'' o passado
Obra de MERDA, obra da minha vida!


Mesmo sendo eu um vagabundo...
por um belo sorriso vou até ao fim do mundo!

Eduardo Fontes©

 
Autor
EduardoFontes
 
Texto
Data
Leituras
51
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.