https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

CONFRONTO LÚCIDO

 
Tags:  poema  
 
CONFRONTO LÚCIDO
 
CONFRONTO LÚCIDO
(Jairo Nunes Bezerra)

As estrelas coesas tentam ofuscar o luar,
Que belo e majestoso banha o firmamento...
Algumas cadentes mergulham no mar,
E do poeta inebriado colhem os lamentos!

´Vitaliza-se uma evoluída mudança radical,
Nota-se até destacado escurecimento...
Melhor seria a união astral,
Evitando dos atritos possíveis enegrecimento!

E tempo muda com as nuvens em trajetórias,
Baila nova história,
E das nuvens escuras as suas águas estonteiam

E a escuridão envolve a noite agora escurecida,
Multiplica a tristeza por frieza aquecida,
E do poeta sem inspiração seus poemas velejam!




 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
366
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.