https://www.poetris.com/
Poemas : 

Sobre o caos

 
Eu nasci Ícaro
Mas vou morrer jurando que eu nasci Dédalo
Eu voei alto demais
Traído pelas vontades do meu próprio encéfalo

Enzima reativa, o peito gela
Meu amor gritando meu nome
Sou sombra, me envolva em luz
Eu sinto, a escuridão me consome

Com a alma em fuga, no olho do furacão
O vazio é terremoto, tô vivendo o epicentro
Um labirinto na minha própria mente
Mil cacos de vidro me cortando por dentro

A fé só salva quem crê
E eu só creio na solidão
Com ela posso até morrer voando
Mas é melhor que ficar no chão




Jeferson

 
Autor
Jdcc1
Autor
 
Texto
Data
Leituras
67
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.