https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

HORA PASSADA

 
Tags:  SONETOS 1996  
 
HORA PASSADA

A hora que passa em mim fica retida.
Inutilmente, pois, 'inda assim passa.
Como corpo sem alma, inerte massa
Passa vazia uma hora a mais havida.

Soma-se a horas passadas já da vida,
Essa hora minha sem graça ou desgraça.
Ao tédio, ela noigandres se me faça,
Ou ‘inda melhor, bilhete de suicida...

Não obstante, algo então me reconforta,
D’esse Nada retido à hora passada
Na minha só tristeza natimorta.

A certeza em passar é que me agrada.
Tê-la retida em mim pouco lhe importa,
Se sós somos, eu e a Hora, o mesmo nada.

Belo Horizonte – 04 11 1996


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
394
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 04/11/2019 13:48  Atualizado: 04/11/2019 13:48
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1030
 Re: HORA PASSADA
inda que raro o momento de ao Luso eu passar, suas letras; me é imprescindível ler... em sonetos.
meu abraço caRIOca!