https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Diz-me rio!

 
Tags:  ambiente  
 

Diz-me rio!
Porque mudou a cor do teu leito,
outrora azul, agora poluto e barrento?
- O que impede a chuva de cair
para alimentar o teu caudal
e devolver a vida aos peixes moribundos,
reféns de toneladas de plástico?
- Porque aquecem as tuas águas
roubando oxigénio ao plâncton
dos recifes de corais?
- Que ventos condicionam as tuas marés,
cada vez mais imprevisíveis,
deixando atrás de si um rasto de destruição?
- Porque gritam as gaivotas,
procurando alimento em terra,
numa mancha gávea faminta e enraivecida?
- Para onde a debandada de aves
sedentas de um ninho mais acolhedor,
se a mãe terra se transformar,
num deserto árido e inóspito?
- O que sente o ambiente
quando o “homem” não se comporta como “gente”?


Fernanda Esteves
 
Autor
Nanda
Autor
 
Texto
Data
Leituras
359
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 16/12/2019 01:55  Atualizado: 16/12/2019 01:55
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1743
 Re: Diz-me rio!
Belo reflexivo texto! Um pedido de socorro, porque o homem não se comporta como gente!

Feliz Natal !
Abraço.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/12/2019 01:56  Atualizado: 17/12/2019 01:56
 Re: Diz-me rio!
por este andar minha amiga, não vai sobrar nada para contar seja o que for. o homem é o único diabo autentico. por este andar destruir-se-á a ele mesmo. nunca conheci camelo mais camelo. a natureza não se combate. a natureza é a única que dita leis que não se combate. por outro lado pode ser uma boa aliada. no entanto a lei da sobrevivência e a ambição dos cegos tem destruído as suas características que permitem que todos estejamos aqui só a continuarmos atentar contra ela não demorará muito a extinguir as mesmas vindo a terra a conhecer no futuro outras formas de vida sem contemplar a humana. o homem é um ser muito digno mas é de língua uma vez que se está borrifando para o futuro hipotecando a oportunidade dos nossos filhos existirem. mas para que servirá a sobrevivência se as pessoas não existem! enfim... é demasiado mau para ver. tenho até vergonha do que o meu semelhante é capaz de fazer. ainda dizem que o homem é inteligente!

uma boa semana Fernanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/06/2020 18:36  Atualizado: 24/06/2020 15:35
 Re: Diz-me rio!
Abraço fraterno de outro patrício ribeirinho e parafraseando outro visitante "poeta" birrento, tenho até vergonha do que um meu semelhante pode ser capaz de (mal) dizer. ainda diz "o home" que é inteligente! penso mesmo que seja da mulher o superior coeficiente,

Abraço sadino (de luz e brilho)