https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

Um cordel para MANOEL

 
Tags:  amizade    carinho    lembranças de infância  
 


O suor forte
Pisava o barro
Os pés grosseiros
Cortes e calos.

Rezava o terço
E dava esmola
Grande devoto
De Nossa Senhora.

Amava a terra
Tocava o gado
Nas mãos sementes
E o arado

Criava galinhas
Vendia os ovos
Não tinha nojo
Abraçava os porcos.

Dançava forró
Dançava baião
Moda sertaneja
grande peão.

A tardezinha
Em sua sacada
Contava causos
Pra molecada

Cortava a palha
juntava o fumo
esfumaçava
um seu consumo.

Tocava viola
Também sanfona
Levantava poeira
Cortejava as damas

Ia pescar
Em seu cavalo
Trazia o bagre
E o robalo.

E na bacia
limpava os peixes
sal e limão
pro seu deleite.

(Ranquei espinha
Ô seus meninu
se achegue mais
Que ta divinu)

Cantava moda
a luz da lua
E as três marias
Dizia ser sua.

Eu era menina
Mas bem me lembro
No seu quintal
Vivia correndo.

E hoje achei
Amarela carta
Nem dá pra ler
Apagou-se a data.

O remetente
Não mais existe
E de repente
Fiquei tão triste

Chegou a noite
Olhei pro céu
Não vi as marias...
Mas lembrei do Manoel.

 
Autor
somenteescrevo
 
Texto
Data
Leituras
93
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 17/01/2020 17:27  Atualizado: 17/01/2020 17:27
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 206
 Re: Um cordel para MANOEL
Olá Poeta,

Seu poema trouxe memórias de minha infância. Gostei de ler.

Beijo


Carpe diem.