https://www.poetris.com/
 
Spina : 

METADES

 
SPINA ( NOVA FORMA POÉTICA )

Metade de mim
Sou teu abrigo.
A outra, solidão!

Metade de mim, faço-te amor
A outra, não ouso dizer.
Meu céu. Meu ar. Chão!
Metade de mim, porto seguro.
A outra? Leia-me com coração!

Vera Salviano


Vera Salviano

 
Autor
verasalviano
 
Texto
Data
Leituras
248
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.