https://www.poetris.com/
Poemas : 

MAU AGOURO RELUTANTE

 



Não me livro do mau agouro relutante
Que me assola desde os tempos de menino
É como fosse uma fração da minha sina
Sendo renovada em meu ser a cada instante.

Se eu fosse desta vida apenas andante
E não tivesse meu norte tão cristalino
Não me livro do mau agouro relutante
Que me assola desde os tempos de menino

Eu já lidei com pessoas de mau caráter
Mas não deixei de exercer minha lisura
É como se fosse o ensaio de um barco
Que ameaça naufragar a todo instante
Não me livrar do mau agouro relutante
Usuários do Youtube

vossas condutas me fascinam
antes de virar a esquina
terei mais de mil inscritos
é disto que necessito
para fazer transmissões ao vivo
https://youtu.be/KtC_xhSKuPA



Enviado por Miguel Jacó em 12/05/2020
Código do texto: T6944975
Classificação de conteúdo: seguro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
112
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Kramer
Publicado: 12/06/2020 12:30  Atualizado: 12/06/2020 12:30
Da casa!
Usuário desde: 06/12/2019
Localidade:
Mensagens: 206
 Re: MAU AGOURO RELUTANTE
Somos únicos, se orgulhe disso! Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você. Uma obra de arte — impossível de repetir, incomparável, absolutamente única.