https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Coisas estranhas

 
Tags:  vinho    gato    pato    pedreira    gado.    espetinho  
 
Coisas estranhas

Queria tomar um copo de vinho
De um vinho bem vagabundo
Desses que se paga baratinho
Que me dão um sono profundo

Queria comer um churrasquinho
Que dizem que vem de um gato
Voltar a ouvir o meu velho radinho
Que às vezes tem voz de pato

Queria montar numa jardineira
E empurrá-la pra subir a pedreira
Como já fiz lá no meu passado

Queria inventar uma brincadeira
E poder brincar pela vez primeira
Laçar pessoas como fosse gado.

jmd/Maringá, 30.05.20


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
73
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.