https://www.poetris.com/
Poemas -> Crítica : 

Pérolas à porca

 
Tags:  observação    importância    Em vão    descuido  
 
De que adiantaram as considerações
Se fugistes às tuas próprias conclusões
De que serviram tantas explicações
Se de fato não querias compreender
Para que tanta escolha das palavras
Se sequer ao menos pretendias ouvir
De que serviu que eu fosse compreensivo
Se não considerastes tuas próprias ações
De que valeu a busca pela verdade
Se só prevaleceu o que mais convinha
Porque tanto pedistes para nunca te deixar
Se abrir a porta e sair foi tão fácil para ti
Porque tentei manter aquilo que prometi
Se para ti promessas não valiam nada

Abri mão de uma possível paixão, te fui fiel
Pouco tempo depois, tu decidistes partir
Foram pérolas devoradas meio ao farelo.


Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.



 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
75
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 05/06/2020 09:00  Atualizado: 05/06/2020 09:00
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2370
 Re: Pérolas à porca
Acho que me identifiquei até meio do poema, como se estivesse a falar de mim. "Erros" assim todos cometemos eu acho, ou então achou meu clone.

Gostei muito!


Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 05/06/2020 20:48  Atualizado: 05/06/2020 20:48
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 2944
 Re: Pérolas à porca
Gostei demais do poema. Há coisas que não têm explicações.