https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Resposta à vinha solarenga do José Torres

 

Gostava de ser um vinhateiro como tu,
Mas faltam-me as metáforas para aquilo que sinto,
E, quando penso em vinhas,
Ai, meu amigo, só me lembro do tinto.

Como gostaria de observar as flores,
De ver as abelhas e sentir da doçura do mel.
Mas que queres que faça, meu bom amigo,
Quando vou a escrever, penso no moscatel.

E também gostava de passear nas vinhas do amor,
Deixar fermentar no calor a alegria,
Digito no teclado, e, zás!!!!
Vês, lembrei-me agora da doce malvasia.
 
Autor
maduro
Autor
 
Texto
Data
Leituras
922
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 17/04/2008 21:13  Atualizado: 17/04/2008 21:13
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3454
Online!
 Re: Resposta à vinha solarenga do José Torres
Pois, vinhateiro!

Estou a ver, maduro, espadal, verde, bica aberta...

Nunca mais saías da adega!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/04/2008 00:31  Atualizado: 18/04/2008 00:31
 Re: Resposta à vinha solarenga do José Torres por mim que sou o outro...
Estava desatento e não vi
Esta bela pinga que agora bebi

Mal-vazia estava a pipa
ainda fui muito a tempo
bebi de mansinho em tulipa
e fui lento, lento.