https://www.poetris.com/
Poemas -> Solidão : 

Era disso que tinha medo

 
Ouvia a canção que tocava a alma
Sentia a liberdade pulsar o coração
Não queria mais pensar em tudo que lhe acontecera
E nada mais importava além da paz que desejava.
Por muito tempo lutou bravamente
Contra o desejo que atormentava seu coração
A vontade voar os espaços e estar junto a ela
Sem pensar em sofrimento.
No fundo sabia que isso era impossível
Não poderia esquecer aquele olhar jamais
E era disso que tinha medo
Do desejo traiçoeiro que turva a visão
De quem está apaixonado.
O amor que sentia fazia sofrer
O sentimento de quem não recebe nada em troca
De quem sofre calado nas noites frias de inverno
E que sente o vapor quente da solidão.
A música parou de tocar
Ou quem sabe chegou ao fim Tudo chega ao fim mesmo
Pensou consigo mesmo e fechou os olhos
Na esperança de dormir o sono dos justos.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
80
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 25/11/2020 22:18  Atualizado: 25/11/2020 22:18
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6783
 Re: Era disso que tinha medo
Boa noite, querido poeta.

Belíssima construção poética.
A saudade nos proporciona rica inspiração. Parabéns!

Um abraço,
Mary Jun


Enviado por Tópico
MicaelaFerreira
Publicado: 26/11/2020 20:46  Atualizado: 26/11/2020 20:46
Muito Participativo
Usuário desde: 22/10/2020
Localidade:
Mensagens: 80
 Re: Era disso que tinha medo
Que rica inspiração. Parabéns!

Carpe diem