https://www.poetris.com/
Poemas -> Sombrios : 

... mas o vírus está livre

 
ainda ontem
havia
no caule,
uma flor

ainda ontem
alguém
ali
havia

livre nem estava

a flor
do caule

alguém
de alguém

livre nem se está
de sentir falta

de sentir
saudades

presos
cá ficamos









nada muito complicado... como atirar pedras em lagos

ˎ˚˒ࢻࣕდ˚ს*჻ᲐᲓࢻˎ˚˒ࢻࣕდ˚ს*჻ᲐᲓࢻ჻ݛࢱ*˒ˎ˛ʵ˘ᵜࢻᲓ჻ݛ*

Andava como quem passa
sem ter tempo de parar.
Ervas nasciam dos passos,
cresciam troncos dos braços
quando os erguia no ar.


Eugénio de Andrade
 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
89
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 04/04/2021 10:28  Atualizado: 04/04/2021 10:28
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1064
 Re: ... mas o vírus está livre
Passeia-se por todo o lado
Nem sequer olha a idade
Deixa o mundo enlutado
Nos quartando a liberdade.