https://www.poetris.com/
Poemas : 

Violino

 
É melhor que te distancies de mim antes que tudo se inflame
Já que minha alma é o combustível para teus olhos de chamas
Para, não te afastes não, eis que tudo em mim já se conflagrou
E eu assim, qual violino, cordas tesas, tenho todas as canções
E as tocarei somente para ti, qualquer uma que possas querer

Te alerto te afastes de mim, não, não me atendas nunca assim
Nosso encontro ocorre nas fronteiras impossíveis do inverno
Então deixe que se inflame, para que aqueça, pois sou desejo
Toma deste vinho comigo, para esquecer das palavras ásperas
Que outrora tua vida já ditou, vem dançar junto noite afora

Digo que te afastes. Melhor, aconchega-te mais e mais de mim
Me abraces tão justo que se possa dizer que somos apenas um
Sigamos assim, sempre juntos pela noite até que chegue o verão
E quando a vida recolher as tempestades e o vento se aquietar
Então iremos brilhar, até que nossos corpos sejam como um sol

O crepúsculo já chegará, então afasta-te de tudo menos de mim
A aura noturna trará uma nostalgia como se fosse uma herança
Que intentará nos despertar do sonho ou silenciar nossa música
Não te afastes, vem comigo, vamos olvidar tudo não fale de amor
Cantar o canto de nossas vidas como se formos ébrios ou loucos

Pois chegues e absolutamente aproxime-te neste doce abandono
Funde, não o corpo, mas a alma à minha, vai comigo ao horizonte
Compartilhemos, por todas as vidas, o mesmo caminho até o fim
Nenhum vento ou chuva, nem a distância poderá apagar em nós
Esse amor que tão vivo já nem cabe direito nos versos do poema.


Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.



 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
107
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/04/2021 23:10  Atualizado: 20/04/2021 23:11
 Re: Violino
olá! as cordas de um violino, tal como as duma guitarra não são tesas, são até bastante flexíveis, por isso é que podemos tirar delas certos sons, como por exemplo, o som da liberdade, sim, é um riff... não sabeis o que andais a fazer, andais atrás, a correr a correr, andais todos fodidos da cabeça e o coração é que paga. enfim. ele; diria: tem juízo e deixa-te dessas coisas. as palavras são antigas. não sei se sabes mas, já estamos no século vinte, e um. devias por o dedo no sítio certo. deixa de ser bicho e nesse dia serás