https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A parede caiada

 
O sol bate na parede caiada
E deixa a gente encandeada
Sem ver nada.

A parede caiada tem uma barra,
É azul e vai da cintura à terra.

A parede de cal caiada
Tem uma casa agarrada...
É pequenita mas é casa honrada.

Atrás da parede caiada de branco
Está um velho sentado num banco
Que se aquece em fogueira ateada
Em paus de madeira queimada.

O sol deixa a parede caiada
Para lua de noite começada.

Dentro da casa a ela agarrada,
Amparada pela parede caiada
Adormece gente cansada
Por afazeres de jornada.

Fica, então, à espera, a parede caiada
Pelo sol da próxima manhã anunciada.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
1021
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.