https://www.poetris.com/
Poemas -> Saudade : 

Apenas resquícios de um fragmento qualquer

 
Apenas resquícios de um fragmento qualquer
 
Nunca poderia ter imaginado nada do que sentia agora
Nem mesmo havia pensado que seria assim
Uma vida inteira pela frente existia
Quando não pensou direito
Diante do olhar tão encantador na tarde de verão
Onde o vento carregava as nuvens
E balançava as folhas
Onde sob sua sombra ela descansava.

Como uma flecha lançada sem direção certa
Sentiu o coração ser atingido
E não quis saber de outra coisa
Porque nos seus pensamentos só havia espaço
Para o sentimento que ali nascera
Como se não existisse mais nada no mundo.

Agora olha o horizonte distante
Do lugar onde consegue lembrar os dias passados
E sorri de forma graciosa
Que ninguém consegue decifrar o que passa em sua mente
Mas, sabe bem do que sorri assim tão bucolicamente,
Porque sabe que são apenas resquícios
De um fragmento qualquer.

Não há ilusão quando se lembra dos bons tempos
Do encanto que havia no olhar
Da esperança que reinava no coração
Mesmo que não saiba onde estão aqueles olhos agora
Nada pode apagar as lindas lembranças
De um verdadeiro amor que existiu no tempo.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
62
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.