https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Pontas dos dedos

 
Open in new window


Adormeci os olhos para fluir,
rebentar a música mais feérica!
Esse Intempérie de te sentir!
Nossa alma é escrita lírica!

Inquietação criativa nas pontas dos dedos,
poema que escreve a folha toda de ti
que poema é este? Que poema é este ?
Quem és tu? Que me acende em ti ?

É só uns minutos de diferença,
É só um tanto de nós para sempre!
Uns passos de diferença?
eu só te queria adoçar mais!
E tu fazes paisagem do mar!
E ficamos só a olhar!

Inquietação criativa nas pontas dos dedos,
poema que escreve a folha toda de ti,
que poema é este? Que poema é este ?
Quem és tu? Que me acende em ti ?

by/Quandoachuvacai/acor


https://acor13.blogspot.com/2022/07/pontas-dos-dedos.html


Eu sou só, mais uma sombra que anda por aí e quem projeta-me, inevitavelmente acompanha-me.

Íris Correia /Quandoachuvacai-A.C.O.R

blogger:https://acor13.blogspot.pt/
Fotos:https://www.instagram.com/anacorelvas/



 
Autor
Quandoachuvacai
 
Texto
Data
Leituras
289
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 31/07/2022 11:32  Atualizado: 31/07/2022 11:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29822
 Re: Pontas dos dedos
Uma poesia onde a beleza poética se traduz em lindas palavras versadas com a mais bela maestria. Que poesia é essa, verdadeira maravilha


Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 31/07/2022 18:29  Atualizado: 31/07/2022 18:29
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1299
 Re: Pontas dos dedos
O amor não tem explicação
Ele se expõe sem segredos
Sabe tonar conta do coração
Indo até á ponta dos dedos!


Enviado por Tópico
Frágilvocábulo
Publicado: 06/08/2022 23:24  Atualizado: 06/08/2022 23:24
Super Participativo
Usuário desde: 04/08/2019
Localidade:
Mensagens: 150
 Re: Pontas dos dedos
Lindo, a tua belíssima escrita não tem fronteiras, e usa como pontes a emoção !

Obrigado e parabéns Ana.

Um abraço