https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Desabafo : 

Na sombra

 
Fiquei longe e observei a escuridão cair.
Aqui o sol não brilha, não crescem flores,
Não corre água, tudo é estéril.
Um deserto enorme interminável.
Aqui nada conta para nada mas permaneço.
As estrelas são o mapa desta estrada que percorro
De luzes apagadas e visibilidade nula sem proibições
Tudo se pode fazer, mas nada se pode contar.
No outro dia soube que muitos já desapareceram assim.
Ás vezes penso se vou conseguir achar a minha saída.
Há muito que deixei de me importar ou de querer saber.
Agora, tudo é contínuo e causa e consequência é o alimento.
Atirei-me para debaixo do tapete e escondi-me.
Mas um dia eles vão saber onde estou.
Tenho mais medo que eles fiquem do que eu de me afastar.
Quem sabe, eles gostem tanto da inércia como eu.
Por isso é que me assusto. Por isso é que me evaporo.
Aqui não há soluções nem respostas.
Aqui há sossego nem que por breve seja.
Não há palavras, não há sentido.
Mas há paz.


Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
679
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 14/02/2007 16:15  Atualizado: 14/02/2007 16:15
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1460
 Re: Na sombra
Que um dia deixes a sombra, e corras para o sol. Para ele poder sorrir, e nunca mais te deixar na sombra. E a tristeza, esvair.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/02/2007 22:14  Atualizado: 14/02/2007 22:14
 Re: Na sombra
Muito sentido poeta maravilhoso a minha merecedora nota 10
ConceiçãoB
Beijinhos