Poemas : 

Evento das Estações - Poema Poema de Outono (RFim)

 
Regressou o tempo outonal
Por entre nuvens carregadas
Vestindo seu semblante divinal
Com seus ventos feitos baladas

As folhas que das árvores caíam
Numa beleza sem princípio e fim
Ao toque dos raios de sol se riam
Em bailados com cores de marfim

O colorido dava várias tonalidades
Refletiam-se nas águas da ribeira
Os pássaros com suas sonoridades
Banhavam-se nas águas da cachoeira

Folhas secas cuja vida se apagou
Quantas vezes cobristes o calor
Afeiçoes que debaixo de ti jorrou
Mas que agora tudo é desolador

Nesta conjunção de tanta alegoria
A lua deixou a nu seus raios de prata
Rasgando os olhares da noite fria
Num outono de cariz aristocrata

No outono ficam as folhas perenes
As outras deixam árvores em nudez
Mas em todas ficam os seus genes
Para dar vida ao outono, outra vez!


Última oportunidade de votar neste poema. Insira seu "VOTO"

 
Autor
Eventos Luso-Poemas
 
Texto
Data
Leituras
85
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 15/10/2023 15:07  Atualizado: 15/10/2023 15:07
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3100
 Re: Evento das Estações - Poema Poema de Outono (RFim)
VOTO