https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

queimando meu olhar longínquo

 
Tags:  silêncio    recordações    segredos    medos    ribeiros  
 
as nuvens andam embaciadas
o tempo cinzento
chega o negro das noites desoladas
tudo é incerteza e escuridão

e eu sem alento!

a memória atravessa recordações
meu corpo são ribeiros de veias
espelhando os meus segredos,
vou desnascendo as ilusões
caio na fronteira dos meus medos.

hoje sou uma tela derrotada
sou perdida paisagem sem remédio
tudo é incerteza e tédio,
na escuridão
levo extenuado o coração.

ávida a vida se evade
eu arauta do silêncio, ouço,
o eco insistente da saudade!

natalia nuno


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1050
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
7
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 02/12/2023 18:42  Atualizado: 02/12/2023 18:42
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1860
 Re: queimando meu olhar longínquo
Olá, Natália



Como é bom ter saudade
Sinal que a vida teve valor
Desde tempos da mocidade
E do seu caminhar no amor!


Que esse rio de saudades continue, e, nas suas margens prossiga esse expelir de poesia tal como o fazes aqui muito bem.


Beijinho



Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 05/12/2023 16:18  Atualizado: 05/12/2023 16:18
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3527
 Re: queimando meu olhar longínquo / rosafogo
olá Natália

saudade, que sentimento esquivo este...que tão sentido o "cantas"
...e mais não digo, só quero saber de ti.poeta

beijo
atenciosamente
HC


Enviado por Tópico
DanielBeckman
Publicado: 15/01/2024 04:16  Atualizado: 15/01/2024 04:16
Novo Membro
Usuário desde: 15/01/2024
Localidade:
Mensagens: 9
 Re: queimando meu olhar longínquo
Estou me sentindo completamente acolhido pelos seus poemas. Eles conseguem relacionar melancolia, natureza e o peso da vida de uma forma extremamente bela. Isso atinge de forma certeira minha sensibilidade. Só me senti assim lendo alguns poemas de Rainer Maria Rilke.

Também escrevo (ou tento escrever) poemas e gostaria de ter pelo menos um pouco dessa sua capacidade.
Quero ser igual a você quando eu crescer!