Poemas -> Saudade : 

lembranças, madeira que não quer arder

 
Tags:  solidão    luz    vento    velhice    vidas sombras  
 
perdemo-nos nos anos
pensar que os dias da velhice
seriam venturosos
foi o último dos enganos,
quietos, dormitam silenciosos.

mas é bom envelhecer
com alguma claridade,
a vida é densidade
e a velhice é saudade.

hoje o dia trouxe uma luz cinzenta
agora o vento grita ao portão
na lareira há teias de aranhas mortas
que ele tenta, mas em vão!

está o batente da porta quebrado
e as traves do tecto carcomidas
o fogo da cozinha pequena, apagado,
e sombras por todo o lado
de quem perdeu as vidas.

um banco ali na esquina
fixamente a olhar-me
- és tu aquela menina
de quem estou a lembrar-me?

sento-me sem vacilar
sem outra força que meu passo incerto
extrema solidão por perto
e a palavra saudade no coração a pesar

olho os muros antigos
um dia não longínquo, visito amigos
coisas da alma, já não brota
nem arde a vida
só na lembrança ainda sou criança
em pouco, chega a hora da partida.

natalia nuno
rosaofogo


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
633
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
43 pontos
11
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
GabrielaMaria
Publicado: 04/03/2024 10:38  Atualizado: 04/03/2024 10:38
Membro de honra
Usuário desde: 04/09/2022
Localidade:
Mensagens: 1042
 Re: lembranças, madeira que não quer arder
.


Fazer o despertar da consciência machuca, geralmente é nossas fraquezas, mas só os fortes conseguem.
Lindo, essa imagem de sombras onde antes a casa estava cheia, abraços.


Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 04/03/2024 23:08  Atualizado: 04/03/2024 23:08
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 568
 Re: lembranças, madeira que não quer arder/para a Natália
Parabéns Natália!

Mais um poema daqueles que faz sacudir os corações de emoção!

Seremos crianças até partirmos, e se a madeira não arde é porque ainda é raiz, e se os passos não calam o chão é porque ainda temos algo de especial a fazer.

Vou contar-lhe a história de uma poetisa reconhecida, tão igual a Natália e o menino autista, para demonstrar que a idade não atrapalha quando deixamos que as palavras levem o melhor de nós. Quando aquilo que fazemos com o coração pode ajudar até os mais pequeninos.

Um menino autista e seus pais resolveram participar num concurso de declamação poética para pequenos jovens que iria acontecer na cidade. Iria declamar um poema com o título 'Nada Altera a Mágoa…', mas foi recusado a participar por ser autista. Alguém não percebeu que autismo não é doença. Quem tem autismo é único, com suas próprias necessidades, habilidades e desafios. O menino ficou muito desiludido e triste, mas seus pais não desistiram. Resolveram realizar um vídeo onde aquele menino declamava aquela poesia. Assim foi. Depois, enviaram para a própria autora e, por milagre, a autora respondeu agradecendo. Esse menino ficou muito contente, porque pôde declamar o poema escolhido e ainda sentiu-se especial em homenagear uma poetisa tão especial. Moral da história: nunca é tarde para semearmos bondade.

Um abraço e obrigado por continuar a semear…


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 05/03/2024 21:53  Atualizado: 05/03/2024 21:53
Usuário desde: 07/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 16075
 Re: lembranças, madeira que não quer arder
Gosto deste olhar nostálgico, da ternura decantada de quem olha a vida de cima. Mas isso você já sabe. Obrigado por partilhar!


Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 05/03/2024 23:31  Atualizado: 05/03/2024 23:31
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1905
 Re: lembranças, madeira que não quer arder
Olá Natália

As lembranças sempre presentes
Mas tao belas quanto a canção
São da vida valiosos pertences
Que dão vida e alma ao coração!

São estas vivências que enfeitam e fazem renascer a cada dia que passa a vontade de ir sempre mais alem. Esta dádiva deve ser olhada como tesouros e fontes de vida para todas as gerações subsequentes. Tens um espólio muito rico que deverá ser muito bem aproveitado para que nada se perca! Embora esse tempo ainda esteja longe!

Tudo de bom para ti e os teus

Beijinho


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 09/03/2024 01:20  Atualizado: 09/03/2024 01:20
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17926
 Re: lembranças, madeira que não quer arder
Essas imagens se intercalam com a inquietude cheia de verão. tanta beleza e verdade, que me sinto dentro dela. Muito bonito… até voa. Bjs querida


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 22/03/2024 14:43  Atualizado: 22/03/2024 14:43
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10486
 Re: lembranças, madeira que não quer arder/ para todos
Ausente por motivos de saúde, venho hoje ainda com poucas energias, agradecer a todos os amigos que me deixaram comentários ao poema, obrigado pelo carinho com que leram.

Um abraço a todos