Poemas : 

a minha saudade tem um nome

 
Tags:  podcast é o que dá    CCV  
 
Está escondida algures no meu corpo

é um pesar
que não requer o pensar,

um carão, um carinho
que me aperta o sozinho, sem solidão…
rasga
sem me tocar,

esta agridoce fome…

queria esquecer a sede
desse nome.


Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra, não respondo.

 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
169
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
56 pontos
4
6
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 28/03/2024 02:06  Atualizado: 28/03/2024 02:06
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18166
 Re: a minha saudade tem um nome
Minha vontade é roubar tudo sem consolo. Me dividir em três, sem saber por que, seus versos intrigam até a vontade. Valha-me Deus e Lúcifer. Bj

Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 28/03/2024 06:41  Atualizado: 28/03/2024 06:41
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 587
 Re: a minha saudade tem um nome/ para o Rogério Beça
Parabéns, Rogério, por trazeres à tona do Luso a tal frase da Katz, que deu à costa do nosso olhar e ao cais do coração um excelente poema.
O título só por si só é uma das personificações mais belas da saudade, como se a saudade não pudesse viver em nós sem ser batizada. Ou melhor, ela nasce em nós porque existe um nome para o sentimento na memória, até na memória celular.
Neste caso, a saudade para o poeta esconde-se até no corpo, como um flagelo agridoce, como o sal que um dia deu e dá tempero, mas ao mesmo tempo arde as feridas causadas pelas ausências, pelas sedes e pelas fomes de reviver ou viver de outra forma o passado no presente e futuro.
A vontade revelada pelo poeta em esquecer a fome desse nome mostra que a saudade é capaz de ser doce e amarga quando a lembramos, quando a desejamos reviver.

Em suma, um poema de uma intensidade tocante, que nos "rasga" como essa saudade que não precisa da solidão para existir.


Um abraço, obrigado por tudo.

Enviado por Tópico
Almamater
Publicado: 29/03/2024 02:05  Atualizado: 29/03/2024 02:05
Membro de honra
Usuário desde: 16/02/2021
Localidade:
Mensagens: 326
 Re: a minha saudade tem um nome
Rogério,

Belo.
E quem nunca teve uma assim? Quem consegue não sentir assim?

Quem não consegue rever-se no teu texto?

Muito obrigada. É-me difícil dizer mais.

Sorriso contigo

Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 29/03/2024 16:08  Atualizado: 29/03/2024 16:08
Membro de honra
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 573
 Re: a minha saudade tem um nome
Gostei da leitura como sempre, a minha saudade também tem um nome, conheço essa dor.
Uma santa Páscoa.
Abraço