https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 23 »
Offline
Rogério Beça
o origami do cisne
Dobrou em quatro a folha gatafunhada de papel pautado. Pelos seus dedos passara o mais agudo hai...
Enviado por Rogério Beça
em 05/04/2021 20:40:00
Offline
Rogério Beça
Diário
nas páginas dos dias guardo procuras calcorreio o papel na saliva dos dedos a enumerar a graça a...
Enviado por Rogério Beça
em 02/04/2021 10:15:11
Offline
Rogério Beça
na mente ia
espalhava a palavra como tiros no escuro alvo fora da sua mira no escudo do silêncio mentia até ...
Enviado por Rogério Beça
em 16/03/2021 00:00:30
Offline
Rogério Beça
Refrão
não faz mal mal não faz foi apenas de raspão rente onde se diz que magoa à flor da pele do amar...
Enviado por Rogério Beça
em 15/03/2021 14:35:32
Offline
Rogério Beça
Nós dos dedos
A porta tinha várias trancas (gosto mais de trancas do que de trincos menos quando trinco a tranc...
Enviado por Rogério Beça
em 23/02/2021 21:29:41
Offline
Rogério Beça
Português
Em que língua choras com que pátria praguejas qual o grito do teu idioma com que voz cantas o hi...
Enviado por Rogério Beça
em 23/02/2021 21:15:37
Offline
Rogério Beça
razão e material
Tanto me seduz o erro, fórmula mágica para inventos e frustrações. Em nuncas e sempres e todas ...
Enviado por Rogério Beça
em 09/02/2021 22:27:22
Offline
Rogério Beça
Interrupção
Dos mais variados feitios, no interruptor é a mesma tecla que apaga e acende… botão que apaga ou...
Enviado por Rogério Beça
em 27/01/2021 14:24:29
Offline
Rogério Beça
Russo Azul
É sempre hoje no reflexo das tuas mãos tiraste-me as palavras da boca e fizeste delas frases qu...
Enviado por Rogério Beça
em 17/01/2021 18:58:18
Offline
Rogério Beça
Júbilo
Há uma arte que me diz num narcótico momento que não há céu maior do que o calor da tua palavra ...
Enviado por Rogério Beça
em 09/01/2021 17:32:47
Offline
Rogério Beça
Acústica
Eu quero é o limite superior da ausência, voz do fogo que nunca se chega a apagar da boca da vida.
Enviado por Rogério Beça
em 24/12/2020 15:02:33
Offline
Rogério Beça
vala comum
Quando me for, larguem os meus ossos em qualquer cova, as cinzas em qualquer mar, ou ribeiro. Eu...
Enviado por Rogério Beça
em 21/12/2020 15:18:36
Offline
Rogério Beça
Andamentos
Na via lenta pouso o repouso o detalhe deixo percorrer o sonho nas contas de demoradas auroras l...
Enviado por Rogério Beça
em 30/09/2020 18:48:31
Offline
Rogério Beça
Vingança
Maldita a hora, lugar de minutos, que me libertou a ira dentro deste rancor, que apenas será doce...
Enviado por Rogério Beça
em 15/09/2020 10:16:32
Offline
Rogério Beça
O Pretexto
se nunca me tivessem dado o baloiço de presente não teria o hoje da sede que sobe e desce o arre...
Enviado por Rogério Beça
em 28/08/2020 10:11:39
Offline
Rogério Beça
Amnésia Selectiva
Homem, aprende a não ter saudade a amar a paisagem em frente como a que te viu nascer e te prend...
Enviado por Rogério Beça
em 26/08/2020 16:02:09
Offline
Rogério Beça
Sazonal
Às vezes tenho maio na pele. Dezembro nos pés. E correm-me rios nas veias nos lábios lavram-me as...
Enviado por Rogério Beça
em 16/08/2020 17:51:12
Offline
Rogério Beça
Petricor
A terra molhada tanto me fala e com o seu canto de sereia parece que me chama. Dá-me cama e me in...
Enviado por Rogério Beça
em 07/08/2020 18:09:16
Offline
Rogério Beça
Canto da Espingarda
Há algo de infame na mira até de vergonha,... Haver tanto possuir, num olhar de quem sonha o alv...
Enviado por Rogério Beça
em 29/07/2020 09:55:59
Offline
Rogério Beça
Porque Atiramos Pedras Em Lagos (PAPEL)
O seixo certo na mão errada vai ao fundo. Assim é o mundo. A mão certa com uma pedra pesada, voa...
Enviado por Rogério Beça
em 22/07/2020 19:35:12
(1) 2 3 4 ... 23 »