Poemas -> Amor : 

Assim não dá!

 
Eu disse que não queria
Que não fazia parte dos meus planos
E tranquilizei, baixei a guarda
Instalei me na minha paz
Da fé fiz minha morada

Virei me do avesso e renasci
Iluminada, assumi a minha jornada
Priorizei me no meu imenso caos
Fui buscar forças onde não havia

E, do nada...
O que parecia obra do acaso
Fez o coração bater a descompasso
Com o pulsar de um adolescente
Que parece querer saltar fora do peito

O olhar queima quando toca o teu
Tal como uma fagulha que caiu do céu
E as pernas bambas recusam andar
Coisa de bobo, de abestalhar
Total fraqueza, é pura emoção
Irrelevante a idade desse coração

Assim, não dá!
Para amar é preciso coragem...
Não dá para correr atrás
De quem não deixou rasto
E se esconde para enganar o coração
Por vezes, ainda dou comigo a pensar
Aonde você está?

Fernanda Esteves
Setúbal
Portugal
 
Autor
Nanda
Autor
 
Texto
Data
Leituras
71
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
2
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 16/05/2024 23:06  Atualizado: 16/05/2024 23:06
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18165
 Re: Assim não dá!
Tão charmosamente inusitado seu poema. Nosso coração não tem idade, jamais terá. Ele é quem manda. Se gostei?! Amei. Beijo flor