https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DESABAFO - II

 
os poemas não são feitos de um amanhã caótico
e sim do conceber mental de uma forma diferente
de expressar o caos

Os olhos cansados observando
esse pais chamado Desterro
lacrimejam palavras mortas pelo tempo
em trapos e farrapos de um mundo
que não entende o meu cantarOpen in new window

 
Autor
r.n.rodrigues
 
Texto
Data
Leituras
428
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/05/2008 02:01  Atualizado: 25/05/2008 02:01
 Re: DESABAFO - II
ESTIMADA POETA E AMIGO RODRIGUES, O MUNDO NÃO ENTENDE O SEU CANTAR, TAL COMO O MUNDO NÃO ENTENDE TODO O MAL QUE O HOMEM ESTÁ FAZENDO À NATUREZA.

ESSE PAÍS DE DESTERRO É ESTE QUE NÓS VIVEMOS E QUE MINUTO A MINUTO ESTAMOS DESTRUINDO.

SEU POEMA É FORTE E BELO, MEUS PATABÉNS. UM ABRAÇO AMIGO