https://www.poetris.com/
 
Textos -> Amor : 

um amor na vida - I

 
UM AMOR NA VIDA - i

Quando Con olhava para o céu e via as nuvens negras acumulando-se uma contra as outras, sentia um frio e uma pontada no coração e na alma. Lembrava das goteiras tanto nos seus humildes aposentos na Pensão Vince como as do atelier e do perigo iminente do desabamento do reboco da laje. Pauvre homme!
Sem nada para fazer, preenchia o tempo ocioso lendo ou relendo os livros didáticos que recolhera numa lixeira próxima a oficina, foram dois sacos jogados ali.. Geografia, biologia e historia e de vez enquanto de matemática para azeitar a mente com uns exercícios de trigonometria. Também consultava o livro de Alemão ou o Dicionario Pratico Russo português. E logico os romances e para completar.escrevia.
"Foi amor a primeira vista como nos filmes românticos que costumava assistir na sessão da tarde. Era setembro de 1989, um ano muito agitado por acontecimentos que mudaram a face da historia contemporânea. Fazia um ano que seus pais venderam a casa senhorial do Desterro-Centro e mudaram-se para um bairro burguês na periferia da cidade. O pai alugara um ponto para a instalação da serralharia no Beco das Picas no Portinho. Passava uma temporada na casa de um velho amigo Tio Willi no distante bairro Cidade Operaria. O comprador da casa, o ambicioso empresario Menescal a transformou numa metalúrgica e o convidou para ser o chefe da oficina. E o idiota aceitou.
Então numa final de manhã aconteceu....." - Eis o começo de um novo projeto literário."Um amor na vida" Narraria a historia da sua grande paixão amorosa, que faria trinta anos, que não teve um final feliz, mas foi bom enquanto durou.e rendeu-lhe um filho.
"Para mim ela não andava desfilava em câmera lenta, a mais bela sobre todas as outras belas, um sentimento diferente aqueceu as minhas entranhas" - prometeu a si mesmo que daria continuidade,afinal era uma parte de sua vida em que fora feliz. Pauvre Homme! Será que cumpriria sua promessa de escrever tudo?.. conhecendo-o como o conheço era pura fogo de palha. Havia três projetos engavetados....

 
Autor
r.n.rodrigues
 
Texto
Data
Leituras
451
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.