https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

CEGUEIRA DE DEUS!...

 
O que poderá ver
quem um dia cegou?
Será o seu prazer
um indeterminável voo?

Eu, porém, cego não sou:
persegue-me uma luz,
como fosse uma cruz.

Será porque vejo
que tenho essa liberdade
de sentir esse desejo
de tal infelicidade?

Bem visto, eu vejo
a vida num ensejo,
vida que tanto aborrece
quem nesta vida padece
de tristeza mal merecida.

E porque vejo;
ficou-me na memória
aquele último beijo
dado sem qualquer glória
na face da criança sem sorte
que não teve o pão presente
no dia da sua morte
(essa criança também era gente).

DEUS, diz-me lá:
- AQUI ALGUÉM SENTE! SERÁ?
se NÃO, leva no vento
este estado descontente
do meu pensamento.
Faz-me ficar calado
ou traz-me o passado
de quem eu deixei matar.

Saberei o que digo?
Ou estarei só a falar comigo?
(Não Te tenho como inimigo).
Mas, porque existe este fim?
Tudo é contrário assim:
deixa-me morrer antes a mim.

Em Ti eu pus esperança,
mas no meu grito agora se descobre:
que perdi a confiança.
Faz de mim, rico, um pobre
e depois: agora sim,
faz-me o mesmo que à criança
dá-me idêntico fim
para eu acreditar em Ti.

Se Tu não és cego, Oh Deus!
Dá-me a sentir essa morte,
não leves a criança, mas eu…
para divisar essa fome forte.

Sou só um simples mortal,
não Te posso julgar afinal!…


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

APÓS VER UM COMENTÁRIO SOBRE A FOME
 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
595
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 03/08/2008 21:28  Atualizado: 03/08/2008 21:28
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: CEGUEIRA DE DEUS!...
Jorge, o poema tem um sentido amplo. Na verdade, eu pouco sei falar em atos divinos. Se a fé existe em mim? Pouco tenho. Mas, pelo que senti você tem uma grande preocupação com teu semelhante. Se eu estiver errada, me corrija. A lei da vida e da morte é ainda um grande mistério. Mas, há a morte por omissão do mundo. Essa é provocada pelo descaso. Bem, trocando em miúdos adorei a sua postura. Beijos,Núria.


Enviado por Tópico
fcoferreira
Publicado: 03/08/2008 21:44  Atualizado: 03/08/2008 21:44
Da casa!
Usuário desde: 06/07/2008
Localidade: Joao Pessoa
Mensagens: 339
 Re: CEGUEIRA DE DEUS!...
Belo poema, parabens. Tem um sentido amplo, quem sou eu para analiza-lo.
Parabens poeta.

Francisco Ferreira


Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 04/08/2008 02:51  Atualizado: 04/08/2008 02:51
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: CEGUEIRA DE DEUS!...p/ quidam
Olá poeta

Muitas das vezes em que me pergunto o porquê de tantas e tantas coisas que acontecem parecendo que Deus está lá passivo sem se preocupar com o que acontece com os seus filhos...Mas será que é isso ou simplesmente é porque temos o livre arbítrio.... Muitas são as questões sobre o porquê dos porquês de nossa vida...
Gostei da forma em que a Fé prevaleceu...

Parabéns pelo reflexivo poema

Beijinhos no coração