https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

Véu de Enigmas

 
Atordoar de um fenecer adormecido em vida,
Oculto em véu de estrelas,
Sussurro de um encanto que chama por mim…

Sobre o deserto mistificado das coisas
Que se entretecem na divagação da loucura,
Desvendo no meu corpo mistérios de chuva e sangue
Derramados sobre a pele dos meus sentidos.

Adormeço-me no embalo dos meus próprios braços,
Tecida em nó de sonho traçado sobre a corrente do ser,
E o espelho é portal de difusões em além-vida,
Moldado em lábios de areia ante o desértico toque
Do adeus…


Semper Fidelis...

Carla Ribeiro

 
Autor
Carla Ribeiro
 
Texto
Data
Leituras
1317
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/09/2008 12:51  Atualizado: 01/09/2008 12:51
 Re: Véu de Enigmas
Belo poema! Confesso que fiz varias leituras.li e reli.Gostei
Beijo azul

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 01/09/2008 13:02  Atualizado: 01/09/2008 13:02
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: Véu de Enigmas
Olá CarlaRibeiro!

No mistério, abres o peito e partilha dos sonhos, no questionamento profundo da vida além da nossa crença!

Parabéns pelos seu poema!

Beijos!

Fhatima

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/09/2008 14:15  Atualizado: 01/09/2008 14:15
 Re: Véu de Enigmas
Tenho vagueado pelos teus ares... (que são meus também...)
Respirando cada negro véu que se derrama no horizonte... fulminando-nos! E, simultaneamente, tornando-nos capazes de uma existência brutal e forte; sentida e fraca...
Gosto de te ler!
... Sempre palavras fortes esbatidas num mar de "mistérios de chuva e sangue" e numa eterna "divagação de loucura" que nos transcende, "do adeus"...

Beijo

Enviado por Tópico
RaimundoSturaro
Publicado: 02/09/2008 02:55  Atualizado: 02/09/2008 02:55
Da casa!
Usuário desde: 11/04/2008
Localidade:
Mensagens: 216
 Re: Véu de Enigmas
Estava sentindo falta de tua presença aqui no Luso e nada melhor que um poema tão magnífico feito este para tornar minha noite melhor e então aplacar esta saudade.

Ainda estou sorvendo diferentes interpretações dos versos e prefiro no momento guardar o que ficou particularmente subentendido,talvez seja mesmo isso ou meu habitual pessimismo e melancolia tenham influenciado nesta linha de pensamento que sigo principalmente atento a última estrofe.

De qualquer forma novamente aqueles que apreciam ótimos poemas podem ficar encantados com teu talento.

Abraços!