https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sentir-te em soneto

 
Num arrepio muito macio
Sinto-te um estremecer
Todo suave e sem frio,
Todo suave e sem freio...

Percorro-te o anseio
Da cabeça aos pés,
Num ir de lés a lés
E leio-te toda sem meio.

Então, descanso um beijo
A rebolar de desejo
No teu corpo de cetim.

Aqueço-te assim em mim
Sem conseguir decidir
Se te faço rir, se sorrir.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
616
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 09/04/2007 23:04  Atualizado: 09/04/2007 23:04
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Sentir-te em soneto
"E leio-te toda sem meio"
Gostei
Beijo

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/04/2007 23:05  Atualizado: 09/04/2007 23:05
 Re: Sentir-te em soneto
Gostei muito

Enviado por Tópico
Tytta
Publicado: 09/04/2007 23:12  Atualizado: 09/04/2007 23:12
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2007
Localidade: Portugal
Mensagens: 790
 Re: Sentir-te em soneto
Hoje que eu estou mais do que sentimental, senti este soneto em todas as suas palavras!
Amei!!!
Tytta

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 10/04/2007 21:39  Atualizado: 10/04/2007 21:39
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Sentir-te em soneto
Súbtil sensualidade cheia de poesia.

Muito bonito!

Bjs

Enviado por Tópico
goretidias
Publicado: 14/07/2007 19:15  Atualizado: 14/07/2007 19:15
Colaborador
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 1237
 Re: Sentir-te em soneto
Um arrepio macio... hum!!!!