https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

Repartindo um porco

 
Tags:  porco    couro    costela    pacuera  
 
Open in new window

Repartindo um porco

Para quem vai a pacuera?
Vai pro pai do Zé Tapera.
Quem vai levar a costela?
É a comadre Manoela.
O carrê quem vai levar?
É o cunhado da Guiomar.
Quem fica com o bofe?
É o compadre do Onofre.
Quem vai levar a orelha?
É o Chico da ovelha.
Pra quem fica a panceta?
É pra comadre Julieta.
Quem vai levar o toicinho?
É o Tenório do moinho.
Pra quem vai a bisteca?
É encomenda do Zeca.
O que é feito do pernil?
Foi pra sogra do Gentil.
Pra quem fica o suã?
Pra comadre do Ivan.
E com o couro o que se faz?
Vai pro Mané do Tomás.
Quem vai fazer a linguiça?
É o marido da Clarissa.
E pra quem vai o codeguim?
Pra mulher do sr. Joaquim.
E o queijo de quem vai ser?
Pra quem gostar de comer.
E o que fazer com o rabo?
Cozinha-se com quiabo.
Com quem fica o chouriço?
Pra quem fez todo o serviço.

jmd/Maringá, 04.11.08




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
1331
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
6
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 04/11/2008 14:06  Atualizado: 04/11/2008 14:06
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
 Re: Repartindo um porco
Porco dividido, poema acabado.
Bela composição João Marino
Abraço aamigo
A. da fonseca

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 04/11/2008 14:27  Atualizado: 04/11/2008 14:27
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Repartindo um porco
E assim, após a matança se separa o animal.
Interessante esta sua apresentação poética.
Um abraço


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 15/05/2015 22:02  Atualizado: 15/05/2015 22:02
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16065
 Re: Repartindo um porco
Poeta
Engraçado! Adorei esse final! Para mim só serve o chouriço! KKKkk
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Jovina
Publicado: 15/05/2015 22:06  Atualizado: 15/05/2015 22:06
Colaborador
Usuário desde: 23/09/2012
Localidade: Salvador
Mensagens: 538
 Re: Repartindo um porco
Caro poeta,
O que me chamou a atenção no seu poema
foi a inovação na linguagem poética e a desconstrução
ousada, de dar valor estético, trazer para seu texto
tamanha contemporaneidade. a matança de um porco
suas partes e seus derivados como temática poética .
Você conseguiu.Há também uma apologia ao cooperativismo, mas isso é outro assunto...
Parabéns.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/12/2015 13:00  Atualizado: 05/12/2015 13:00
 Re: Repartindo um porco
Que belezura de poesia! rsrs! Gostei muito mesmo,lembrei do meu tempo de menina,que as famílias se juntavam para criar o porco e fazer isso quando era dia de festa,um beijo carinhoso.