https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

mea culpa

 
hoje retorna ao peito meu choro triste,
pois que as lágrimas enegrecem a alma,
sendo que a dor que criei,hoje é causa,
deste meu arrependimento;prosta e assola.


eis que disse-lhe minha voz surda alástima,
argui sem o pensar,sem qualquer argumento,
pois feri-te como uma lança cruel e áspera,
aquela que de mim refez seu lindo mundo.

não , agora não possuo o meu recomeço,
perdi a esperança perdi tmabém a fé,
pois que o dia foi-se lento e cedo,
naquilo que eu sei cativei a outrém.

uma lágrima cai perde-se no espaço,
devorame o abismpo desta consciência,
eu que jamais pensei em ser o acaso, uma sorte,
pois nem agora salva,esquecimento, dádiva.


POUCO SEI DA ARTE DA ESCRITA POREM DO NADA QUE LEIO DO MUITO QUE VEJO E DAQUILO QUE NAO ENTENDO SOMENTE APRECIO A UNICA CERTEZA AMO POESIA

 
Autor
daywyston
Autor
 
Texto
Data
Leituras
425
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.