https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

“Sem respostas” – Soneto

 
Tags:  sonho    alma    lembranças    verso    memória    calor    história  
 
“Sem respostas” – Soneto

Avaliar porque falhou aquele instante
Fragmentar resquícios de memória
É como fugir sem endereço, meio errante
Buscar explicação, nos pedaços da historia

O sonho irrealizado, as palavras não ditas
Perderam-se nos labirintos do nosso universo
Inescrutáveis momentos, lembranças distintas
Deixadas ou perdidas nas frases de cada verso

Tentar entender o vazio esquecido em cada vão
É num corpo desprovido de alma, procurar calor
E nesta casta ambigüidade, reformular a dor

Muito menos doloroso seria não buscar razão
Ou esquecer num canto, os detalhes de nós
Sigo sem respostas, vendo o brilho da lua, a sós...

Glória Salles

Open in new window


Glória Salles

Flórida Pt
No meu cantinho...

 
Autor
GlóriaSalles
 
Texto
Data
Leituras
1551
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
18
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 21/01/2009 20:19  Atualizado: 21/01/2009 20:19
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Senti saudades, como vai menina? Lindo poema! Beijão!


Enviado por Tópico
mim
Publicado: 21/01/2009 22:09  Atualizado: 21/01/2009 22:09
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2861
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Mesmo vendo o brilho da lua a sós, o soneto ficou lindo!

Tudo de bom!

Beijos doces


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 22/01/2009 00:24  Atualizado: 22/01/2009 00:24
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Glória,

Lindo soneto... o brilho da lua deve ser visto em companhia, é muito melhor.

Gostei imenso.

Beijinho


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/01/2009 00:32  Atualizado: 22/01/2009 00:32
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Pergunta-me e eu respondo-te, mas não aqui!

Sonetos à Glória Salles! Sem ambiguidades!

Beijão


Enviado por Tópico
apollo 11
Publicado: 22/01/2009 10:27  Atualizado: 22/01/2009 10:28
Da casa!
Usuário desde: 12/10/2007
Localidade: Ermesinde
Mensagens: 229
 Re: “Sem respostas” – Soneto
"Muito menos doloroso seria não buscar razão
Ou esquecer num canto, os detalhes de nós
Sigo sem respostas, vendo o brilho da lua, a sós..."

Embora só, no entanto, a lua continuará a brilhar
E novas estrela irão também continuar a nascer
Talvez um dia destes uma dessas estrelas, uma boa nova te irá trazer
E jamais tu, a lua e as estrelas irás sozinha admirar.

Estou muito feliz pelo seu regresso minha querida amiga Glória Salles, desejo-te as maiores felicidades.

Mil beijinhos de eterna amizade...
Open in new window


Enviado por Tópico
Wellington Lino
Publicado: 22/01/2009 12:04  Atualizado: 22/01/2009 12:05
Participativo
Usuário desde: 12/10/2007
Localidade:
Mensagens: 20
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Vejo como um poema, esse texto, e não como um soneto. Existem inúmeras formas de se compor um poema, entre elas a mais nobre, o soneto, é claro que você usa a estrofação clássica petrarquiana (4-4-3-3) e compõe um poema, mas é justo distinguir o que é Soneto clássico do que não é, embora o chamem de “soneto”. Soneto clássico aqui quem faz (que eu conheça) é o Marinheski (Português, daqui do site), ocasionalmente a Ledalge, o Ciro di verbena (faz decassílabos e hendecassílabos rigorosos) o Godi (alexandrinista primoroso, único a fazer em versos do mais dificil em língua portuguesa aqi no site, que são os versos alexandrinos) e o q14 (o mais camoniano dos luso-poetas e primoroso poeta, talvez o mais perfeito dos daqui). Muitos chamam de soneto os poema que não seguem tais regras quando na verdade nunca o foram, e respeitosamente digo – Seu texto tem uma bonita melodia e imagem - , mas é um poema, não é um soneto. Sonetistas de verdade são os que citei.

Respeitosamente,

Abraços do Sertão, Tom Lino.


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/01/2009 13:28  Atualizado: 22/01/2009 13:28
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11191
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Glorinha,
Não temos resposta para o rumo que damos às nossas vidas.
Lindo o teu soneto, minha doce.
Beijinhos na alma
NandaOpen in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/01/2009 18:01  Atualizado: 22/01/2009 18:01
 Re: “Sem respostas” – Soneto
Escritora de sonetos...
A tua profissão de fé, dever e amor...

Grandioso...

Bjs...