https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Divagações sob uma folha branca...

 

Soubera eu
Ser poeta
Ou poetisa
Como também se diz

E não me desolaria tanto
Com o branco
Desta folha nua...

Talvez escrevesse sonhos
Desejos
Magias
Segredos
Ou degredos
Que por vezes
Me povoam
Os pensamentos
E me adornam os dias
Até os mais cinzentos

Porém...
Não sou capaz!

A poesia
É dos que a transpiram
Que a fazem sua
Nas madrugadas claras
E caladas
Sejam Verões quentes
Ou Invernos chuvosos e frios
Não importa muito...
O que importa sim
É o acto em si
Em que o poeta e sua amante
Se embrenham um no outro
E se entranham
Consumando aquilo que alguns apontam
Como um acto ilícito
Mas que importa isso?!
Se eles o fazem
Ali mesmo
Sem pejo
Nem preconceitos
Sem testemunhas
Que os incriminem!...

Não...!
Desenganem-se aqueles
Que a pensam sua
Só porque a roubaram dos outros
Os desacautelados
Que a deixaram ao abandono
Num qualquer algures
Mas que a reconhecem de imediato
Mesmo que vestida de outra cor
Que não aquela com que a deixaram
E que a sabem sua
Para todo o sempre
Esteja ela onde estiver!

Mas também não é daqueles
Que a desprezam
Com crueza
Com frieza
E arrogância
Logo após a serventia
Qual prostituta barata
Da antiga rua direita
Da cidade de Coimbra...

E com tudo isto
Só agora reparei
Que me enrolei
No fio da meada
Que me trouxe até aqui

Foi já tanto
O quanto divaguei
Que me esqueci
E já não sei
Ao que realmente vim!

Ah! Já sei!
Dizia eu...
Que talvez escrevesse sonhos
Desejos
Magias
Segredos
Ou degredos
Mas porque será que não consigo
Derramar nesta simples folha
Tudo isso?!
Fogem-me as letras
Das palavras doces
E fico sem saber
Como as escrever...
Por isso
Fico-me com a raiva
Presa ao que não escrevo
E ao azedo
Do arroto que me saiu sem querer

E fito a folha
Que me sorri com desdém
E que continua aqui
Bem diante de mim
Assim... despida...
Sem vergonha
Nem culpa
Visto que essa
Essa...
É só minha!


Open in new window


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2015
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
37 pontos
13
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 11/03/2009 17:45  Atualizado: 11/03/2009 17:45
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Cleo, subscreveria todas as suas palavras com os olhos "vendados" por me identificar (uma vez mais, hoje...) com tudo quanto a sua alma de Poeta, ousou gritar e descrever, numa clareza de rio revolto, mas transparente.
Magnifico!
Bj
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2009 18:03  Atualizado: 11/03/2009 18:03
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Uma folha em branco escrita com tinta da cor da verdade num trabalho notável!

Beijo azul

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2009 18:50  Atualizado: 11/03/2009 18:50
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Magnifico!

Escrever o mais simples e o mais verdadeiro, é sempre o mais dificil.
E tu escreveste-o de forma magnifica.


Parabéns!

Paulo

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 11/03/2009 19:36  Atualizado: 11/03/2009 19:36
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Leio e me deixo ficar em cada palavra tua
como se de uma eternidade se tratasse...
Espetacular, amiga!

Beijo grande

Amora

Enviado por Tópico
Nini
Publicado: 11/03/2009 21:41  Atualizado: 11/03/2009 21:41
Super Participativo
Usuário desde: 13/01/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 190
 Re: Divagações sob uma folha branca...
E assim se faz poesia.
Sublime.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2009 21:53  Atualizado: 11/03/2009 21:53
 Re: Divagações sob uma folha branca...
A poesia está em toda parte.Vai do poeta (ou poetisa) lançar sobre a folha branca sentimentos e pensamentos na forma de letras... E delas fazer um expressivo poema como esse, Cleo!
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 11/03/2009 23:23  Atualizado: 11/03/2009 23:23
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Um poema para ler e reler, sem palavras, beijinhosOpen in new window

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 11/03/2009 23:35  Atualizado: 11/03/2009 23:35
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Cleo,

F A V O R I T O !!!

Curvo-me, com toda a admiração, perante magistral poema...

Beijinho

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 12/03/2009 09:18  Atualizado: 12/03/2009 09:18
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Cleozinha, a folha branca é tua amiga, porque tu consegues enche-la sempre com as mais belas palavras!
Um poema magnífico amiga!

Mil beijos

Enviado por Tópico
profeta
Publicado: 12/03/2009 15:06  Atualizado: 12/03/2009 15:06
Muito Participativo
Usuário desde: 17/09/2008
Localidade: Monte da Ribeirinha
Mensagens: 79
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Poeta não se disfarça nem inventa!
Poeta vem do berço,do sangue, e da alma desses rios que escorrem no leito branco do papel!
Poeta és tu quando transformas um turbilhão de vazios aparentes num casamento sublime de palavras!
Fossem sempre assim despidas as folhas com que se vestem poesias...

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 17/03/2009 20:11  Atualizado: 17/03/2009 20:11
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: Divagações sob uma folha branca...
OLá Cleo, simplesmente belo, divinal.
Nas entrelinhas há críticas, denuncias,alguma raiva pela usurpação. Acto condenável.
Por mais plágios rebuscados que lhe imprimam, o verdadeiro autor reconhece a sua ideia. Parecem os meninos na escola a copiar o trabalho do colega, julgando que conseguem enganar o professor.
Beijinhos fica bem. Beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2009 05:55  Atualizado: 22/03/2009 05:57
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Cleo,

divagas o olhar sobre uma folha branca de papel
despertando a inspiração, e remexes com fatos
da vida real, como poetisa que és, e se não bastasse, inseres uma linda melodia.

Meus parabéns.

Beijos

Ulysses

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 18/04/2009 18:30  Atualizado: 18/04/2009 18:30
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Divagações sob uma folha branca...
Palavras-vida irrompem para o mundo nas infindáveis folhas em branco que nos cercam. E não são apenas as páginas vazias, mas também almas e seres amargurados que esperam que alguém lhes ouça a voz tantas vezes ignorada e vazia. Um a folha em branco pode ser a metáfora de tanta coisa... Por vezes um abraço, a mão no ombro, um sorriso, preenchem muitas das folhas que aguardam despidas. Um abraçooo que a prosa já vai longa! (rss) @bílio