https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Confissão cega

 
Em agonia, meu coração aguarda
Um único gesto teu que me confesse amor
Os teus sentidos parecem adormecidos
Eternizados entre os cobertores da indiferença
Sento-me a conversar com meus pensamentos
Necessitada da urgência de respostas
Tentando entender os teus silêncios
Mas há uma dúvida a ser esclarecida, desnudada
Difícil entender esta tua apatia
Que me faz frágil feito criança
Quando me tomas o pensamento da dúvida
E essa maldita dúvida derrama-se
Para o além do aceitável
Há uma verdade a transbordar
Invadindo-me a alma, o olhar, o peito
Resta-me entender a tua linguagem
e abraçar o teu abandono
como uma confissão cega
De que já não me amas!

 
Autor
veracabalini
 
Texto
Data
Leituras
333
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.