https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Aquém de Ti

 
Eis que me descobri
Face a face, olhos nos olhos
Espelho de mim, não vivo sem ti

Milhas percorri, eterna viajante
Em demanda de ti

Foras andorinha, seria o teu Outono
Nos céus do Sul, Pássaro Azul
Por céus nunca por dantes voados
Fomos seres enlaçados,
E por eles licenciados

Foras passado meu destino
ter-me-ia enternecido

Ó meu amor, de um dia
Foras o que mais queria


Juve

 
Autor
juvepp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
642
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 07/06/2007 11:12  Atualizado: 07/06/2007 11:12
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Aquém de Ti
Juvelina
As tuas ideias de transformar os títulos dos poemas em novos poemas, é demais!
Olha só no que dá...
Aposto que este teu poema foi feito assim!
Ficou lindíssimo, independentemente de tudo.

PS. Segui o teu conselho também e deu naquilo que ali mais abaixo podes encontrar, mas se o fores ver aqui
http://impulsosdalma.blogspot.com, tem mais impacto por causa da música e da imagem que o acompanham.
Muito obrigada Juvelina, por tudo!

Beijo grande

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 07/06/2007 11:42  Atualizado: 07/06/2007 11:42
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1460
 Re: Aquém de Ti
Como é assim a vida, cheia de expectativas, de ilusões e sonhos. Que queremos que se tornem realidade, e não uma ficção linda, que de um momento para outro se torne um pesadelo...Continua a sonhar, a ter expectativas, ilusões, mas nao deixes que elas te controlem a tua vida. E te derrubem nos teus momentos de fraqueza. beijos.


Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 07/06/2007 11:52  Atualizado: 07/06/2007 11:52
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Aquém de Ti
Foras passado meu destino
ter-me-ia enternecido


Todo o sentido. E nada sendo, poderemos ser tudo e
a raiz quadrada do nosso próprio mundo.

Um abraço
Mel