Poemas : 

Adeus

 
Segue sangue, drena vida…
Soma morte, chora destino,
Este é o pão que o diabo amassou, o vinho que nos fazem beber…

Nega sorte, chumba desejo…
Engana momento, acelera estrada…
E naquela curva nos encontraremos.

Reza amigo, desiste amor,
Promete companheiro, resiste crente…
Naquela caixa me vais lamentar…

Traça linha que te faz pensar, esquece certeza que te faz desistir,
Ignora momento que sentes vivo,
Parábola que traças sem pensar,
Sonho que sonhas sem ser teu…

Nada disse, nem pude fazer,
Agora,
Adeus…

MiguelVeiga

 
Autor
MiguelVeiga
 
Texto
Data
Leituras
580
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2009 09:48  Atualizado: 22/07/2009 09:48
 Re: Adeus
Ola Miguel! Sê bem vindo a este espaço de poesia e prosa! Tens uns poemas muito bons. Será muito bom ver-te crescer aqui neste espaço.

Este teu poema está muito bem escrito. Parabéns

Beijo azul