https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

duplicidade cúmplice

 
elejo a confusão
peço auxilio aos sonhos
mas irrequieto fico
com a palavra suada:
vinda de longe, muito longe
além do sonho, além da alma

tão extático este espaço
mundo real da fantasia
diálogo sem narrador
dos contos de criança
identidade autêntica ou de fábula
duplicidade cúmplice
enclausurada entre dois eus

uma vontade de sair da ausência
outra de ficar entre a vacuidade
quem sou eu sem este excesso?
serei uma exuberante confissão
da palavra parida no mundo da fantasia?
ou obedeço ao ser finito
embuçado na malha do verbo amar
que em pura ignorância
tenta escrever o verbo do silêncio
na imensa vastidão do mar?


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
946
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
26 pontos
8
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 21/09/2009 21:52  Atualizado: 21/09/2009 21:52
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: duplicidade cúmplice
"uma vontade de sair da ausência
outra de ficar entre a vacuidade
quem sou eu sem este excesso?
serei uma exuberante confissão
da palavra parida no mundo da fantasia?"

Jorge, fico sempre tão emocionada quando
leio a tua poesia!
Porque nos questionamos se saberemos que essa
inquietude permanecerá dentro de nós?
O teu poema é lindíssimo. Muitas vezes não te
comento por não saber o que te dizer, pela força
que imprimes às tuas palavras.
Poema belo Poeta.
Abraço
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/09/2009 22:11  Atualizado: 21/09/2009 22:11
 Re: duplicidade cúmplice
Um dramático poema que reflete a angustia do “ser” na sua busca por identificação
Muito bom!

Beijos do Filhote de Cruz Credo

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 21/09/2009 22:37  Atualizado: 21/09/2009 22:37
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: duplicidade cúmplice
gosto de ler-te.

abraço

Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 21/09/2009 23:07  Atualizado: 21/09/2009 23:07
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: duplicidade cúmplice
Belo poema, logo desde o título, perfeitamente escolhido: uma síntese da mensagem fundamental do poema, como deve ser.

Destaco estes excelentes versos:

«uma vontade de sair da ausência
outra de ficar entre a vacuidade
quem sou eu sem este excesso?»

Percebo-os!

Beijinho

Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 21/09/2009 23:14  Atualizado: 21/09/2009 23:14
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: duplicidade cúmplice
tateando por nós mesmo vamos. É o que seu poema mostra. um mergulho íntimo muito belo e bem escrito! gostei demais.
abraço

Maria verde

Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 22/09/2009 00:08  Atualizado: 22/09/2009 00:08
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 2699
 Re: duplicidade cúmplice
de facto tens uma escrita de duplicidade cúmplice...espelha interiores, é como se eu me estivesse a ver invertida na imensidão do verbo silencio de uma superficie espelhada.


beijo

Enviado por Tópico
Julio Saraiva
Publicado: 22/09/2009 00:13  Atualizado: 22/09/2009 00:13
Colaborador
Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 4206
 Re: duplicidade cúmplice p/quidam
um dos mais belos poemas que li aqui ultimamente. nada mais tenho a dizer.

abraços,

j.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 26/09/2009 21:31  Atualizado: 26/09/2009 21:31
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: duplicidade cúmplice
Numa cumplicidade invertida nos misturamos nas imagens desse poema. Lindo. Parabéns!

Vania