https://www.poetris.com/

 
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Opressão
Opressão Nesse mundo em que não há porteira Onde o bem perde sempre para o mal Tem pessoas fanát...
Enviado por João Marino Delize
em 29/07/2019 20:54:17
Textos deste autor
Offline
marilda
Saudade
Este texto pode ferir a susceptibilidade dos leitores mais sensíveis.
Enviado por marilda
em 27/10/2015 16:29:42
Textos deste autor
Offline
MariaSousa
Gotas de mar
Seca-me a pele com os teus lábios, amor São gotas de mar que trago comigo Prova-me com o seu doce...
Enviado por MariaSousa
em 13/07/2015 16:09:43
Textos deste autor
Offline
Perseus
O Medo Tira o Sal da Vida
Se viver é um ato de coragem Ter medo é negação da própria vida O medroso tem apenas uma meia-vid...
Enviado por Perseus
em 31/08/2011 09:54:38
Textos deste autor
Offline
NCosta
Sal das minhas lagrimas-Neila Costa
Soneto,formatação de video,narração:Neila Costa
Enviado por NCosta
em 29/04/2011 22:49:34
Textos deste autor
Offline
ednarandrade
Sabor de Sal...
Um cheiro de verão, Mornas tardes, sentimentos na mão. São dias lindos... Inesquecíveis tardes em...
Enviado por ednarandrade
em 12/11/2010 18:01:59
Textos deste autor
Offline
Andraz
Enviado por Andraz
em 14/05/2009 01:23:47
Textos deste autor
Offline
poeta-perdido
As palavras são as minhas armas
As palavras são as minhas armas Sorvo as rimas e deixo sal Preparo as receitas para o prato pri...
Enviado por poeta-perdido
em 02/04/2009 00:41:26
Textos deste autor
Offline
SOB_VERSIVA
"VEZ ALGUMA ?"
"VEZ ALGUMA?" Alguma vez foste esse rosto? Alguma vez tais palavras? Alguma vez…fui de...
Enviado por SOB_VERSIVA
em 27/02/2009 06:26:07
Textos deste autor
Offline
Mel de Carvalho
na hora em que pássaros se levantam
na hora em que pássaros se levantam [dos barros já desgastados e ence...
Enviado por Mel de Carvalho
em 11/12/2008 10:19:07
Textos deste autor
Offline
Elizabeth F de Olive
Deserto
Peregrino no deserto da saudade Em busca de um oásis Que me flagre os sentidos, Que me resgate d...
em 24/10/2008 22:26:49
Textos deste autor
Offline
Mel de Carvalho
ortografia
leio demoradamente o texto na demora sem tempo de um tempo qualquer a sós com o mar a vaga vai e...
Enviado por Mel de Carvalho
em 03/06/2008 20:32:19
Textos deste autor
Offline
Mel de Carvalho
titubeante pudor
tu e apenas tu sabes da medida desmesurada de meu grito este que solto na salinidade das águas t...
Enviado por Mel de Carvalho
em 25/05/2008 12:50:35
Textos deste autor
Offline
Mel de Carvalho
Vem de longe
Vem de longe de tão longe quanto imaginar se possa sem negar a origem do primado do tempo este ve...
Enviado por Mel de Carvalho
em 21/05/2008 09:37:39
Textos deste autor
Offline
MariaSousa
O meu sal
Sou o vinho por ti bebido à noite Em copo de cristal de lua cheia O néctar fatal de quem se afoit...
Enviado por MariaSousa
em 03/05/2008 17:58:07
Textos deste autor
Offline
Mel de Carvalho
E de mim as mãos e as vagas
A luneta O livro aberto nesta página escrita na cor felina de alabastro. De Minerva as harpas e a...
Enviado por Mel de Carvalho
em 28/03/2008 15:50:09