https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 29 »
Offline
annay
Tempo
Nas mãos a poeira melindre do tempo Nos olhos a "memória" de um futuro não alcançado No...
Enviado por annay
em 28/02/2016 13:33:31
Offline
annay
sidéreo
é pela manhã bem cedinho quando o pássaro começa o seu canto que tudo me parece sidério e é tã...
Enviado por annay
em 09/07/2015 00:13:35
Offline
annay
A liberde do vento
Como eu queria ser o vento ! Desenhar a liberdade no contorno dos rostos Dançar nos cabelos até ...
Enviado por annay
em 26/04/2015 04:23:19
Offline
annay
Embaraço
tenho palavras escondidas no canto do olhar fagulham pensamentos que não ouso verbalizar tenho...
Enviado por annay
em 18/03/2015 03:54:15
Offline
annay
urgência em sentir
quero acordar sem ter sonhado é ao acordar que te sonho,ao acordar que te vejo em delícia insana ...
Enviado por annay
em 05/03/2015 04:12:36
Offline
annay
tão longe,tão perto, do fim.
E, o fim parece longe o longe parece perto entre o começo e o fim há um mundo atravancado cada ...
Enviado por annay
em 11/02/2015 02:19:22
Offline
annay
Momentos
(momentos) Serão meus olhos mentirosos ? dizem o que não vejo ? Serás tu a luz na porta entre...
Enviado por annay
em 27/01/2015 02:15:22
Offline
annay
rumo ao céu num olhar
por vezes em minha mente subo ao céu subtilmente desisto habilmente do que me importuna sem con...
Enviado por annay
em 03/12/2014 04:09:44
Offline
annay
O papel
o papel fala  sonhos embriagados  promessas incônscias gritos  que nunca se ouvirão nos amahãs c...
Enviado por annay
em 30/09/2014 02:44:52
Offline
annay
à flor da pele
venda meu olhar embebe teu pensamento no meu todos os sentimentos tacteados ousando-se à flor da...
Enviado por annay
em 12/09/2014 02:10:02
Offline
annay
Vertente amarga
não te subestimes á tua vertente amarga longínquo vai o casco do navio rachado em crepúsculos de ...
Enviado por annay
em 03/09/2014 01:32:02
Offline
annay
Para ti ,que te leio..
passo por aqui de relance para ler tua poesia mas constato que pouco tens sonhado aqui neste c...
Enviado por annay
em 29/08/2014 03:05:02
Offline
annay
Sem brilho
uma lágrima cai no regaço em silêncio rodopia aos movimentos inclina o contorno estatela-se na pe...
Enviado por annay
em 15/08/2014 02:24:36
Offline
annay
não quero pensar
Estou numa espécie de férias mentais não quero ver, não quero pensar só quero viver devagar,senti...
Enviado por annay
em 14/08/2014 02:36:33
Offline
annay
confissão ao carrasco
não te amo só quando a brisa do fim de tarde me traz teu aroma partindo-o em mil estilhaços não t...
Enviado por annay
em 08/08/2014 03:30:37
Offline
annay
Regresso a ti
regresso a ti nesta folha branca ávida da languidez do teu olhar mel em colher dourada colhe...
Enviado por annay
em 06/08/2014 02:16:08
Offline
annay
[ tudo se resume á submissão do estar..]
sinto-me num hoje estático o amanhã não existe espero o impossível ou talvez não sendo que,o im...
Enviado por annay
em 30/07/2014 02:32:53
Offline
annay
afinal o que o vento leva ?
e tudo o vento levou,dizem. -afinal o que o vento leva ? as folhas secas para mais longe ? a ...
Enviado por annay
em 29/07/2014 23:38:42
Offline
annay
último sobressalto-as fases do beijo
beijo trauteado pelos olhos pelos lábios arremessado pela língua levado em voo rasante ao céu d...
Enviado por annay
em 29/07/2014 02:51:06
Offline
annay
sete chaves e meia
tenho palavras por nascer onde,ainda não sei fecundei-as no teu olhar talvez as dê à luz na cama ...
Enviado por annay
em 28/07/2014 15:55:02
(1) 2 3 4 ... 29 »