https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de PaulaMinau

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de PaulaMinau

Segredo

 
Que nunca possam os medos
Impedir-nos de sonhar
pois sempre caem segredos
que animam o confiar

Que nem memórias sem siso
sufoquem o respirar
pois sempre no meu sorriso
tens o dom de te animar

Porque sou luz, sol e vento
alma, fonte, foz e mar
e em ti sinto a corrente
onde me quero banhar

(A quatro mãos)
Paula Minau
Fernão Botelho
 
Segredo

Caminhar sobre as Águas

 
Sonhei que podia,
que mergulhava e voltava
limpa, linda, coberta de espuma
branca, radiosa e macia.
Sonhei que sabia,
caminhar sem me afogar,
sim eu podia,
amansar a fúria do mar,
deliciar-me na maresia.
Sonhei que nunca hesitaria,
que sempre confiaria.
Que a solidão do mar
não me contaminaria,
que as ondas revoltas
eu amansaria.
Sonhei que podia!
Saberei eu caminhar
sobre as águas do mar?

Paula Minau
 
Caminhar sobre as Águas

L I B E R D A D E

 
Soltam-se as palavras
rompendo as entranhas
libertam-se as sábias
e algumas paridas
incendeiam o silêncio
sem medo sem dor
livres, fortes
nascidas no amor
Rasgam pensamentos
extinguem preconceitos
órfãs, imprudentes
rebeldes feiticeiras
Mas também inocentes
como anjos e fadas
são apenas palavras
imensas, plenas e livres
numa enorme utopia
que é o meu pensamento

Paula Minau
 
L I B E R D A D E

Mulher

 
Sou alma inquieta
vida e ousadia
sou canto suave
para adoçar o teu dia
sou voz que sêmea
que chora e que grita
sou o vento nas dunas
uma gaivota perdida
sou terna
sou mimo
sou beijo au luar
sou terra vazia
pronta a semear
sou sonho
poema
luz que quer brilhar
sou fome
sou lume
que ânsei queimar
Sou Mulher

Paula Minau
 
Mulher

Amo-te

 
Tenho os teus olhos em mim
doces, brilhantes
felizes, radiantes
olhos negros
cheios de luz
penso e sinto
vejo e contemplo
assim os vejo
assim os quero
assim os tenho
porque pensa-los
é te-los
porque senti-los
é vê-los
porque tu
estás em mim
e eu fui feita para ti

Paula Minau
 
Amo-te

Abraço

 
Quero soltar um abraço
de um sentimento vivido
repleto de ternura e mimo
de um gosto-te efectivo

Quero soltar um abraço
forte, doce, emocionado
louco, exuberante e apaixonado
de um crescimento sentido

Quero soltar um abraço
de um sentimento acordado
desperto, belo e enamorado
sabendo-te tão especial

Que liberdade é a minha
se apago até um abraço
sabendo-o tão preenchido
de afectos, emoções e mimo

Algo em mim tão natural
quero soltar esse abraço!

Paula Minau
 
Abraço

Sonho

 
Fui ouvir o vento
deixar-me tocar
fui dançar na praia
fui olhar o mar

fui colher as conchas
ver cada pedrinha
fui soprar a areia
senti-me rainha

rainha despida
sem c´roa nem manto
apenas a espuma
cobria meu pranto

Coroei-me de algas
Da côr dos meus olhos
Um colar de búzios
Coloquei no colo

Senti-me rainha
deixei-me levar
veio a aragem fria
caminhei pró mar

Paula Minau
 
Sonho

Desabafo

 
Para quê me entender?
Para quê me conhecer?
Se afinal eu sou riso e lágrima
amor, ternura e pensamento

Navego neste mar bravio
sempre tentando equilibrar
o mastro do meu navio
para não me deixar afundar

Saboreio cada momento
visto-me da espuma do mar
bebo todas as palavras
que brotam do teu cantar

Assim vou soltando o riso
as lágrimas e o meu penar
sem ter qualquer ilusão
sei que vim para te amar

Paula Minau
 
Desabafo

É dEmAiS

 
Queria revelar-te, oh queria,
Minha alma que por ti aflita anseia
e grita de prazer e de alegria
quando em mim teu olhar grato passeia...

Queria, que sentisses a ternura
que invade meu contente coração
a força, o desejo e a loucura
que brota e corta a respiração

E vou fazer sorrir-te a cada olhar
E vou no meu, teu corpo tatuar
E vou gemer, tremer com tantos ais

E tudo te vou dar e quero mais.
Por todo o amor que dás posso gritar:
Amor, viver contigo é demais

(a quatro mãos)

Paula Minau
Fernão Botelho
 
É dEmAiS

Viva

 
Sou sopro de vento que te quer tocar
Sou sol quente, intenso a queimar
Sou chuva que molha muito devagar
Sou a luz brilhante que te quer marcar

Sou vida, sou lágrima, sou riso profundo
Sou gente que luta para melhorar o mundo
Sou filha, sou mãe, amiga, confidente
Sou aquela que quer abraçar toda a gente

Sou meiga, menina, cheia de ternura
Sou firme, convicta, muito lutadora
Sou o extremo da vida, vivida ao segundo
Sou força capaz de agarrar o futuro.

Paula Minau
 
Viva

Revelação

 
Queria revelar-te, oh queria,
Minha alma que por ti aflita anseia
e grita de prazer e de alegria
quando em mim teu olhar grato passeia...

Queria, que sentisses a ternura
que invade meu contente coração
a força, o desejo e a loucura
que brota e corta a respiração

E vou fazer sorrir-te a cada olhar
E vou no meu, teu corpo tatuar
E vou gemer, tremer com tantos ais

E tudo te vou dar e quero mais.
Por todo o amor que dás posso gritar:
Amor, viver contigo é demais

(a quatro mãos)

Paula Minau
Fernão Botelho
 
Revelação

Os NossOs FiLHos Não SãO nOssOs

 
Os nossos filhos não são propriedade nossa.
É necessário que possam contar connosco, sabendo que os amamos, protegemos e cuidamos.
Que nunca seremos egoístas ou inconsequentes. Os nossos filhos têm o direito ao nosso amor incondicional. Se os amassemos incondicionalmente, estariam sempre em primeiro plano, seriam o nosso maior bem, mas mesmo assim nunca serão nossos.
Quantas vezes, pais e mães lutam pela sua "posse" como se eles lhes pertencessem.
Não importa se nessa "luta" as crianças vivem momentos e situações que nunca deviam presenciar e sentir.
Sentimentos de medo, solidão e insegurança ou até de pânico que os marcam para toda a vida e cujos efeitos começam imediatamente a seguir ao trauma. Quantas vezes esses traumas ditam o seu comportamento no futuro.

Será que os pais conseguem parar e pensar que o mais importante é o bem-estar dos filhos?

Será que conseguem evitar usa-los como arma de arremesso?

Será que os pais conseguem olhar os olhos dos seus filhos e entender o medo e a tristeza com que eles os fitam?

Seremos bons ou maus pais?

Seremos capazes de amar incondicionalmente e darmo-nos também dessa forma?

Seremos capazes de olhar aqueles olhos inocentes e entender que só nos pedem amor, sinceridade e riso?

Seremos capazes de ser mais naturais e humanos?
Será bom pensar em tudo isto e abrir o nosso coração à felicidade que é poder ser mãe ou pai, mesmo que seja de um filho do coração.

Paula Minau

(mãe...)
 
Os NossOs FiLHos Não SãO nOssOs

Eu Não Sabia

 
Sabes?... eu não sabia
que nossos corpos podiam
respirar o mesmo ar
tua música fazia
encantar-me e cantar

Sabes?... eu não sabia
o que a tua voz podia
meu coração acalmar
que o meu corpo estremecia
ao ritmo do teu dançar

Sabes?... eu não sabia
que o teu abraço fazia
meu corpo tremer, vibrar
que as tuas mãos tatuariam
minha pele ao seu tocar

Sabes?... eu não sabia
que as nossas bocas sentiam
mesma paixão ao beijar
que em desejo e sintonia
em vida se pode amar

Sabes?... eu não sabia ...
Mas vim aqui te contar.

(a quatro mãos)
Paula Minau
Fernão Botelho
 
Eu Não Sabia

Lírica

 
Um peito que arde
de tanto doer
um nó que aperta
e rasga esta fúria
que teima em vencer
um raio de sol
um sopro de vento
a aragem do mar
no meu pensamento
uma lágrima miúda
quer ser forte, crescer
os lábios dormentes
de tanto tremer
e aquela vontade vigorosa
de tanto querer

Paula Minau
 
Lírica

Saudade

 
És poderosa saudade
crias raízes imensas
Sem a menor piedade
rudes ferozes e densas

Como garras afiadas
Rasgas nosso coração
corridas desenfreadas
sem nenhuma compaixão

Corpo e mente estremece
Esta ausência que esvazia
o sofrimento engrandece
Cria medos,atrofia

É tão forte esse tormento
Que aflita a alma cede
Suplica com sentimento
Aconchego refugio pede

Para diminuir essa dor
Sê ousado, apaixonado
Confia com fé e amor
que amando serás amado

Sem medo, dor ou lamento
Pede nova direcção
pede água, luz e vento
brisa suave paixão

Paula Minau
Fernão Botelho
 
Saudade

InTuIçÃo

 
Nada me incomoda,
agora estou assim...
Serene e em total calmaria.
Fiz o que pedias
deixei-te morrer.
Apaguei o fogo,
a luz o prazer...
Apaguei os sonhos,
deixei-me vencer,
afinal, apenas queria viver!
Nunca houve enganos,
somente prazer.
Apaguei a intuição
que aflorava a minha mente
para viver a ilusão que eras somente
fiquei assim serena e vazia,
apagada como tu tanto me pedias...

Paula Minau
 
InTuIçÃo

Desejo

 
Quando o amor é tão forte
que as mais doces palavras
parecem banalidades
quando até a nossa voz
nos queima de tanto
doer verbalizar
quando todo o corpo treme
só de pensar no teu nome
a alma grita aflita
por tanto ser o desejo
de um beijo
e de tanto te querer amar

Paula Minau
 
Desejo

Vida

 
Viver sempre com paixão
é conhecer os limites
é ter alma e emoção
é ser luz, amor e vida

É viver num arco-íris
desenhado numa tela
onde as cores nos inebriam
e tornam a vida tão bela.

Sorrir perante a loucura
dos pensamentos ousados
rir com gozo e alegria
dos sorrisos desenhados

belos, ternos, encantados

Paula Minau
 
Vida

Lágrima

 
Soltam-se as lágrimas
não as quero conter
Solta-se o grito
não o quero prender
Solta-se a vontade
de tudo querer
Solta-se a verdade
que me faz viver
Não vejo,não ouço
só sinto o meu ser
E a ânsia imensa
de voltar a nascer

de novo, hoje...

Paula Minau
 
Lágrima

Flôr de Lótus

 
Saboreio docemente
cada palavra que vos ofereço
Rebusco-a de dentro da minha alma
e liberto-a num acto de amor incondicional.
Depois de percorrer tantos labirintos
encontro por fim o verdadeiro caminho
aquele que me leva à verdadeira luz e à serenidade.
Entendo cada passo, cada lágrima, cada gesto,
a angustia, a tristeza e a desilusão.
Tudo necessário para poder chegar aqui.
Agora feliz entrego-vos a essência que enche a minha alma.
Aqui vos deixo um pouco de mim...

Paula Minau
 
Flôr de Lótus