https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Helena de Tróia

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Helena de Tróia

Olhar de verde esperança

 
Um olhar de verde esperança,
um sorriso que cativa,
um sonho...
Uma Vida!!
Um mundo que transpira,
um mundo que sufoca
num abraço sempre apertado
duma Vida que não quer partir!
Um olhar de vede esperança
que sorri e brilha e fascina!
Um mundo que pisa,
um mundo que mata
uma Vida,
um sorriso...
E neste caminho que a vista alcança,
tudo se esfuma numa esperança
de tudo querer abarcar,
de tudo querer possuir!
E este sorriso que se apaga vive, quer viver!
Sufoca no peito a mágoa
do olhar de verde esperança
que nas lágrimas desliza por um sonho
uma Vida...
 
Olhar de verde esperança

Uma chama

 
Uma chama
 
Uma chama que queima e abrasa,
uma chama que sinto,
uma chama que cresce, cresce.
Uma chama que consome a minha alma
que me mata e me alimenta,
me depedaça e me alenta.
Essa chama que cresce, cresce e não desaparece...
Persegue-me!
Viro-me, fujo, corro e sinto-a sempre!
Essa chama chamada amor
que tanto dói
e de que tanto gosto!!
 
Uma chama

Este gosto amargo

 
Aqui, só e absorta nos meus pensamentos
repletos de ti
observo o horizonte:
vejo o mar sem fim,
alguns barcos, perdidos como eu, deslizam devagar.
Vejo casas, ruas,
carros apressados.
E tu?
Onde estás no meio deste fervilhar de gente sempre apressada?
Aqui, na minha mão
um cigarro queima-se devagar,
devagar até chegar ao fim.
Mas depois deste cigarro
acenderei outro que se consumará
tal como se consome a minha vida.
Mas quando a minha vida se consumir não poderei acender outra...
E resta-me assim este gosto amargo
de sentir que a minha vida passa e eu não estou contigo...
Vejo o céu e o mar sempre juntos no horizonte, mas separados...
Assim me sinto eu ao pé de ti:
juntos mas separados...
A minha vida consome-se como um cigarro
e só me resta este gosto amargo
das horas tristes e sós em que não pude ser tua...
 
Este gosto amargo

Rodopio

 
Rodopiava lentamente,
elegantemente...
o seu ar de leveza e desprendimento
fez-me desejar ser diferente.
Desejei poder também rodopiar ao vento,
e perder a cabeça...
A sua simplicidade diante da minha complexidade envergonhou-me.
Quis desprender-me deste meu ser,
esquecer quem sou,
esquecer o mundo
e simplesmente rodopiar ao vento
como aquela borboleta que gira e rodopia
até desaparecer ao fundo do jardim!
 
Rodopio

Desfolhar

 
As pétalas da rosa
desfolham-se na tua mão,
e suavemente caem ao chão
enquanto o vento as leva...
A rosa desfolhada, essa, fica caída e por ti esquecida.
 
Desfolhar

Tudo se esvai

 
Tudo se esvai:
tal como um dia veio sem pedir licença,
a Vida passa por mim
e esvai-se como o fumo,
como o vento
que sinto ou vejo
mas não consigo agarrar por mais que eu queira.

À minha volta tudo é
e não é,
já era antes de eu nascer
e será depois de eu morrer.
Eu passo e não fico
e para mim nada disto é!
São apenas imagens, nada é real!

Tudo é confuso!
Tudo passa, nada fica!
Estou obcecada por tudo passar e não parar!
Nada consigo agarrar para poder dizer: É MEU!
Mas não... nada consigo:
tudo se esvai e eu também!
 
Tudo se esvai

Partiste

 
Está escuro e tenho medo,
está frio e arrepio-me...
Lá em baixo as luzes da cidade
e os letreiros de néon
relembram-me que já não estás aqui.
Partiste... Foste embora para sempre...
Pelas ruas desta cidade passeio o meu pensamento
e encontro-te em cada pormenor:
cada café, cada ruela que tu percorreste
e que agora estão vazios!
Os carros passam,
as pessoas seguem o seu caminho e faltas tu!
Foste embora... está escuro e tenho medo!
Sufoco esta dor no meu peito
e afogo a tua imagem no esquecimento,
mas tu ainda estás cá:
presente no meu coração
e esquecido na minha esperança.
 
Partiste

Lágrima

 
Uma lágrima pendia,
salgada e triste pelo teu rosto descia,
à tua boca chegou
e com a tua língua a recolheste.
Beijei-te
e essa lágrima salgada
que na minha boca senti
a tua tristeza entendi...
e dos meus olhos uma lágrima caiu.
 
Lágrima

Um paraiso na terra?

 
Um mistério por desvendar,
uma música para recordar
muitas lágrimas para chorar...
Um paraíso na terra?
Uma boca de mel;
umas mãos de seda,
um olhar penetrante,
uma presença que confunde...
um beijo que fica no desejo
uma noite na minha imaginação...
Um paraíso na terra?
Um dia quem sabe...
 
Um paraiso na terra?

Do outro lado

 
Ali, do outro lado estavas tu,
o céu estava, talvez triste,
ao som daquelas guitarras,
daquelas baladas
que me enchiam de melancolia
e de felicidade por estares do outro lado...
naquela noite sem estrelas, sem lua.
Senti-me então ir até ti
senti os teus braços rodearem o meu corpo,
o calor das tuas mãos
e o teu suspiro no meu pescoço.
Mas, de repente, as guitarras calaram-se,
abri os meus olhos:
tu ainda estavas lá,
do outro lado
e não pude senão sentir-te dentro do meu peito,
a ti, que continuavas do outro lado...
 
Do outro lado

De negro vestia

 
Vestia de negro a sua alma e
o seu vestido longo arrastava os seus passos
a caminho daquela ara:
a hora do sacrifício supremo chegava.

Na sua mente mil dúvidas a assombravam
e o seu peito sufocava o grito.
Caminhava de negro vestida
de encontro à sua eterna prisão,
desejava poder recuar,
mas os seus passos dirigiam-na
em direcção ao altar da sua morte!
 
De negro vestia

Palavras

 
Palavras soltas ao vento,
palavras ocas,
palavras vazias de sentido
que me entristecem
cada vez um pouco mais...
Palavras que na tua boca
soam à mais bela melodia
mas que em mim
apenas escavam mais fundo a minha dor...
por não passarem apenas de palavras.
 
Palavras

Longe... pensei...

 
Uma ilha no meio de um mar imenso,
uma ilha longe de casa,
longe de um mundo que queria esquecer,
longe de um passado vazio...
Queria libertar-me da impossibilidade de ser eu...
Pensei ter fugido para um mundo novo,
pensei estar longe de tudo
mas ao fugir de tudo esbarrei-me contigo!
Poderia ter sido um lindo sonho,
poderia ter sido tudo,
mas não, não é nada!
Pensei fugir para um mundo novo
pensei estar longe de tudo, mas não!
Estou ao pé de ti
e não consigo libertar-me
da impossibilidade de ser eu!
 
Longe... pensei...

...

 
O sublime ar que me alenta,
o vento que acaricia os meus cabelos
todos eles elementos que a natureza nos oferece;
a vida suspirada,
o beijo esquecido,
a mão carinhosa,
num turbilhão de mares agrestes
e brisas cálidas...
Neste fim de Verão
o teu olhar esmoreceu
para logo voltar a sorrir
e as primeiras chuvas de Outono
acompanham esta dança incessante
da vida que renasce em cada um de nós
a cada instante...
 
...

Despidos

 
Do tudo descoberto
o nu ficou:
os teus dedos despidos
o teu olhar liberto
a tua alma livre...

De mim só eu: única e inteira
despida dos meus medos,
a alma descoberta
o olhar transparente...

voa... voa...

Eu ficarei a ver-te partir
em busca do teu voo perfeito
em busca do teu ser completo!
Repleto de ti mesmo voltarás
e juntos voaremos
para além desta galáxia
despidos e livres eternamente...
 
Despidos

Até amanhã

 
Hoje acordei, tal como ontem e nos dias anteriores. Amanhã talvez o meu fôlego não resista e feche os olhos. O meu corpo rígido, a minha respiração ajudada de forma artificial e todos aqueles olhares... pessoas que amo e que com um sorriso triste me dizem que vai passar. Mas eu sei, o fim está perto, muito perto. Estou cansada, muito cansada de viver sem dignidade. Já não consigo comer pelas minhas próprias mãos, uso fralda... e vejo aqueles olhares tristes de quem eu amo verem-me partir, evitando a todo o custo que eu perceba. Compreendo-os, muito mais do que imaginam, e finjo que não entendo os seus gestos e os seus tristes sorrisos... Estou cansada, vou dormir mais um pouco, talvez sonhe comigo a passear à beira-mar com o meu "velho" de mãos dadas...talvez assim recupere um pouco da minha vida que se perdeu... sou uma velha eu sei, mas no meu peito ainda palpitam emoções... vou dormir, talvez acorde... até amanhã...
 
Até amanhã

Elementos

 
Tal como o Vento Norte
arrepias o meu ser até gelar as minhas veias,
como o Sol de Agosto
abrasas o meu ser até queimares minha pele,
como um Tufão fazes os meus sentidos girar
perco a minha cabeça,
e como uma Chuva de Outono
penetras o meu corpo até ensopares a minha alma!
E eu Adoro-te,
quando, com o teu sorriso iluminado
vens arrebatar-me desta solidão
e com a tua presença máscula e forte
fazes bater o meu coração!
Tu és o meu Norte e o meu Sul,
o meu Este e o meu Oeste,
em ti perco o meu olhar,
em ti encontro a razão deste devaneio!!
Por ti, para ti,
eu sonho, suspiro, choro e rio
pois tu és Vento Norte,
Sol de Agosto,
Tufão e Chuva de Outono,
que sempre aparece
e depois se desvanece.
 
Elementos

Na noite fria

 
Lá fora está frio,
a noite está escura
e o brilho do teu olhar ilumina o meu sorriso.
A noite está fria,
sinto o arrepio do teu corpo junto ao meu...
Ao calor desta paixão
eu quero que me aqueças,
que me agarres junto a ti!
A noite está fria, o meu coração está quente,
vem Amor fazer amor
e esquecer que a noite fria nos espia!
Vem Amor fazer amor,
deixa que este fogo nos abrase
deixa que os teus sentidos esqueçam
que a noite fria nos espia!

... A noite finda, o dia surge
e tu já não estás aqui
pois na noite fria
o meu sonho se perdeu!...
 
Na noite fria

Nas asas do vento

 
Nas asas do vento quero voar
e acariciar as pétalas de uma margarida,
quero sentir a brisa suave passar,
ouvir o mumúrio do riacho
e o canto do rouxinol...
Voar pelas montanhas,
afagar o pinheiro mais alto
sentir a suavidade do grão de areia
e sentir dentro de mim o Amor.
Nas asas do vento
quero sobrevoar o mar
e mergulhar na onda desta praia que me eleva até ti.
Nas asas do vento
quero correr até ti,
ter-te em mim,
sentir-te em mim como o meu maior tesouro:
mais rico do que o rubi,
mais brilhante do que o diamante.
Nas asas do vento quero ser levada até ti...
sentir-te em mim
e amar-te.
 
Nas asas do vento

Para longe

 
Ao sabor desta onda
quero ser levada para longe...
Nessa onda que vem
e na qual eu penetro devagar...
Sinto as gotas de água
escorrerem pelo meu corpo
e o sabor do sal na minha boca...
Essa onda que vem desfazer-se contra a rocha secular,
essa onda que se transforma em espuma
na areia desta praia...

Quero mergulhar nela,
confundir-me com ela
e para longe ser levada!
Para longe de todos
para longe de tudo,
para longe de mim!
 
Para longe

"Não desperdicem tempo pois é dele que a vida é feita"

http://sentidosvividos.blogspot.com/